-Publi-A-

Contemplados com casas populares cobram moradias no residencial Vila Cristina em Parintins

A Polícia Militar foi acionada, mas registrou o manifesto pacífico. Fotos: Márcio Costa.

Sorteados do residencial Vila Cristina não sabem nem os endereços das casas onde irão morar, mas já recebem cobrança da Caixa Econômica Federal

Da Redação | 24 horas

[email protected]

Parintins (AM) – Sem casa e já recebendo cobranças da Caixa Econômica Federal um grupo de pessoas contemplada com imóveis do residencial Vila Cristina realizou manifestação  na manhã deste domingo,26. O manifesto que aconteceu no próprio conjunto habitacional teve como objetivo cobrar agilidade na entrega das casas.A domestica Josenilda da Silva Batista é uma das pessoas que está tendo as mensalidades cobradas pela agência que financiou o conjunto e ainda não sabe nem onde vai morar. “Como vamos ficar aceitando essas cobranças? Se ainda nem sabemos o nosso endereço”, desabafou.

As casas do residencial Vila Cristina está com as obras paradas em virtude do não cumprimento das etapas do trabalho por parte da NV Construtora. Os próprios moradores informaram que receberam dos responsáveis da empresa a informação de que a obra ainda não foi concluída devido o não repasse dos recursos para a conclusão do serviço.

Manifestantes que cobram as suas casas no residencial Vila Cristina. Foto: Márcio Costa.

Outra preocupação de dona Josenilda éa possibilidade de perder a casa, ou tudo não passar de ilusão, pois pela segunda vez foi contemplada com o sorteio das “casas populares”. No primeiro ela se quer foi contactada e até hoje não recebeu o imóvel. “Essas casas aqui pelo menos a gente tá vendo. As outras que eu fui uma das contempladas até hoje”, esbravejou.

Clara Lúcia Santarém afirma que não tem casa própria e cobra providencias da Caixa Econômica e demais setores responsáveis. “As obras deveriam ser entregues neste mês de janeiro, mas temos casas prontas e casas por aprontar ainda”, reclamou.

Manifestantes. Foto: Márcio Costa.

A Polícia Militar foi acionada para acompanhar a manifestação pacifica dos contemplados pelas casas que ainda não as receberam. Na próxima quarta-feira ficou marcado um novo protesto para a praça da Liberdade, na Avenida Nações Unidas, centro de Parintins. Os manifestantes deverão caminhar até a Câmara Municipal de Parintins para cobrar providências.

você pode gostar também