-Publi-A-

Administrador do Boletim Parintins pede perdão, revela nomes e chama parintinense de fofoqueiro

Eldiney Alcântara | 24 horas

[email protected]

Após a grande repercussão negativa de postagens, o administrador da página Boletim Parintins, Jappah Sakamotto, pediu desculpas da exposição que fez das pessoas nas redes sociais. Ele usou publicação no canal do YouTube Parintins Press. Ele revelou nomes das pessoas que lhe enviaram prints e chamou o povo parintinense de fofoqueiro.

Jappah Sakamotto pediu desculpas ao senhor Waldecy, que estava sendo cobrado por dívida de um relógio e afirmou que os boatos foram enviados a ele pelo senhor Mateus Lopes, que segundo Jappah, é colega de trabalho de Waldecy.

No caso de Ana Ferreira, o ADM do Boletim Parintins pediu perdão dela, amigos e familiares, uma vez que sua postagem afetou a mesma, que precisou ser internada no hospital Jofre Cohen, após tentativa de suicídio. “Peço perdão de verdade. Estou com peso na consciência. Eu também sou culpado, porque eu dei espaço pras pessoas fofocarem e acabei publicando”, disse. Jappah afirmou que as informações sobre Ana foram enviadas por uma amiga dela, conhecida como Sheila Viana.

O ex-candidato a vereador, Teo Freire, também foi citado pelo responsável da página Boletim Parintins. “Só vive falando da vida alheia. Além de falar da vida dos outros ainda é corno”, acusou Sakamotto. Ele citou ainda a página Cle Cle da Sumaré, por ter falado sobre o caso conhecido como “Professor Jack”. Foi o “Cleandro, conhecido como Cle Cle da Sumare. Ele que me falou”, revelou.

Sobre as postagens que acusam Gabriel Andrade de infidelidade, Jappah acusou Tamires Sena, por ter repassado os boatos.

“Lucas Palitó falou de mim no Cle Cle… pediu ajuda na página pra beneficiar ele, mas até hoje não me pagaram”, acusou Jappah, sobre outro ex-candidato a vereador.

Jappah Sakamotto informou que toda suas postagens foram baseadas em mensagens e prints de pessoas ligadas ao pessoal exposto. “São pessoas próximas das pessoas que fazem a fofoca. As pessoas tem que ter cuidado com quem anda em Parintins, que o povo é terrível. Tudo isso é inveja com certeza”, destacou.

Ele pediu perdão das pessoas envolvidas e chamou o povo de parintinense de fofoqueiro. “Do povo de Parintins todo eu não vou pedir perdão, que são um bando de fofoqueiro. To pedindo perdão apenas das pessoas que estão envolvidas”, finalizou.

você pode gostar também