-Publi-A-

Aeroporto só será reaberto, durante o dia, após redução do perigo aviário

Aeroporto ainda sem definição de Reabertura. Foto: Katiúscia Ferreira.

Da Redação | 24 horas

[email protected]

Fazer o manejo de urubus e quero-quero e a retirada da vegetação secundária que contorna a pista do aeroporto e chega a invadi-la são algumas das ações que já estão sendo tomadas pela nova administração do aeroporto municipal Júlio Belém para reabri-lo o mais breve possível.

Vegetação próxima do aeroporto foi retirada. Foto: Katiúscia Ferreira

Na explicação do administrador Jean Jorge Rodrigues uma das principais portas de entrada ao município foi fechada pela falta de cumprimento das demandas solicitadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e a Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA). “Além do descumprimento nem os documentos foram respondidos o que ocasionou o fechamento do aeroporto”, explica.

Confiante, ele acredita na reabertura do aeródromo ainda neste mês de fevereiro, mas para que isso aconteça muito trabalho ainda deve ser feito, pois os órgãos de fiscalização asseguraram que o aeroporto de Parintins só será reativado para operações durante o dia após comprovação da redução do perigo aviário. O IBAMA autorizou, segundo Jean Jorge, o manejo de aves para uma área a 100 quilômetros de distância, assim como a limpeza de aeródromo também ocorre. “São 500 urubus e 200 quero-queros capturados deixados em uma gaiola e os levamos para área determinada pela secretaria municipal de meio ambiente onde são devolvidos a natureza”, informou.

Área próxima ao aeroporto. Foto: Katiúscia Ferreira.

As fortes chuvas que caem quase que diariamente em Parintins tem impedido que o trabalho ocorra com eficácia o que atrasa ainda mais a conclusão do serviço. O primeiro pedido feito aos órgãos fiscalizadores é para que o aeroporto seja liberado para operações durante a noite. “O pedido foi feito para a reabertura. Estou muito confiante , mas não cabe a nós decidir isso”.

você pode gostar também