Afinal, perícia no Senado pró-Dilma pode sepultar impeachment?

A presidente afastada Dilma Rousseff e senadores ligados à petista defenderam que a perícia feita pelo corpo técnico do Senado atesta a falta de motivos jurídicos para o impeachment. Já parlamentares favoráveis ao afastamento interpretaram o documento como um reforço aos argumentos dos crimes de responsabilidade.

A análise divulgada nesta segunda-feira (27) responsabiliza Dilma pela edição de créditos suplementares por meio de decreto, sem o aval do Congresso, mas isenta a petista de responsabilidade pelas pedaladas fiscais, atraso de repasses do governo federal para bancos públicos.

As duas medidas são os argumentos técnicos do pedido de impeachment em discussão no Senado. O valor do repasse atrasado é de R$ 3,5 bilhões do Tesouro ao Banco do Brasil para o Plano Safra.

“É um golpe parlamentar porque não há base jurídica para impeachment (…) Os peritos consideraram que eu não participei em nenhum momento do Plano Safra porque isso não é papel do presidente da República. Dizemos isso há muito tempo, mas agora a própria perícia do Senado constatou o mesmo”, afirmou Dilma em entrevista à rádio Guaíba, do Rio Grande do Sul.

Do HuffPost Brasil

você pode gostar também