Alerta: Cheia do Rio Amazonas aumenta e Defesa Civil monitora áreas atingidas

Eldiney Alcântara | 24 Horas

[email protected]

A enchente do Rio Amazonas continua aumentando e põe em alerta os órgãos de segurança de Parintins. A Defesa Civil divulgou dados da subida das águas e monitora áreas atingidas pela cheia. Nesta primeira quinzena de abril, o nível das águas subiu mais de 0,40 centímetros e está próximo às grandes enchentes registradas.

De acordo com a Defesa Civil de Parintins, “a cheia neste ano de 2021 tem sido preocupante devido os boletins meteorológicos e relatos dos moradores que sofrem os efeitos fluviais da natureza. A Defesa Civil tem visitado, constantemente, as áreas de várzea para coleta de dados da mensuração das águas”.

A imagem (duas fotografias para comparação) da reportagem faz um demonstrativo da subida das águas. A Defesa Civil fez o primeiro registro no dia 01 de abril, quando as águas chegavam próximas a residência localizada às margens do rio Amazonas. A segunda foto mostra o mesmo local, porém 15 dias depois com expressiva subida das águas. Nesse período houve um aumento de 0,46 centímetros no nível do rio.

Nesta quinta-feira, 15, a régua fluviométrica registrou uma elevação de 8,54 metros, apenas 0,6 centímetros menor que a cheia de 2009 no mesmo dia (8,60 m), uma das maiores registradas na região, quando alcançou seu pico máximo no dia 17 de junho (9,38 metros).

O coordenador da Defesa Civil, Adriano Aguiar, informa que sua equipe monitora locais que são atingidos pela enchente, além de manter contato com outros órgãos de segurança, mantendo-os alerta ao fenômeno natural. “A Defesa Civil acompanha com mais frequência os boletins meteorológicos e a gente mobiliza para avisar, constantemente, as secretarias e os outros órgãos com a coleta de dados e verificação visual”, concluiu.

você pode gostar também