Amazonastur encerra ação e alcança a meta de 65 estabelecimentos visitados em Parintins

A Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) atingiu a meta da ação de sensibilização e ordenamento em estabelecimentos turísticos em Parintins, somando 65 locais visitados pela equipe técnica até esta quarta-feira (22/06), na semana em que ocorre um dos maiores festivais folclóricos a céu aberto do mundo.

 

A ação, que acontece desde domingo (19/06) na ilha tupinambarana, conta com a parceria do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), Polícia Turística da Polícia Militar (Politur), Polícia Civil (PC-AM), Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados e Contratados do Estado do Amazonas (Arsepam).

 

Conforme levantamento da Amazonastur, 65 prestadores de serviços turísticos foram visitados, orientados e regularizados e cinco novos cadastros de prestadores foram iniciados durante os quatro dias de ação, atingindo a meta prevista para o período do festival.

 

Com a finalização das visitas aos estabelecimentos, a Amazonastur e demais órgãos parceiros continuarão a fornecer suporte e ajuda aos prestadores de serviços turísticos no Turistódromo, espaço localizado na praça da Catedral de Nossa Senhora do Carmo, que será destinado ao atendimento dos turistas e visitantes da ilha. Funcionará a partir de quinta-feira (23/06), das 9h às 19h e no domingo, das 9h às 17h.

 

A diretora de desenvolvimento e turismo (DTUR) da Amazonastur, Emmanuelle Pampolha, destaca a importância da ação durante o período do festival folclórico. “Estamos com alguns órgãos parceiros para realizar essa ação integrada de sensibilização, levando campanhas de orientação contra abusos sexuais de crianças e adolescentes, a utilização de penas naturais, que é proibida em cocares e adereços, e também todas as informações para que o turista se sinta seguro visitando Parintins”, explicou.

 

A proprietária do Hotel Icamiabas, Socorro Garcia, destacou o trabalho diferenciado da ação integrada entre os órgãos e os prestadores de serviços, realizado nesta edição do festival de Parintins, que possibilitará um trabalho maior de conscientização e de segurança aos turistas. “A proteção dos nossos turistas que estão vindo aqui, eles vão ficar mais tranquilos, saber que podem vir e voltar para sua terra com segurança. Isso é um diferencial desse festival”, afirmou.

 

Campanhas

 

A Amazonastur, visando sensibilizar os prestadores de serviços turísticos, lançou a campanha contra a exploração sexual de crianças e adolescentes no estado do Amazonas. Para denunciar basta ligar para o Disque Direitos Humanos pelo número 100.

 

Para conscientizar em relação ao manuseio de animais, que é uma atividade ilegal, a Amazonastur também reforçou a campanha “Nunca toque, observe”, incentivando que a vida silvestre seja apenas apreciada em seu habitat natural e jamais para utilização em selfies ou para entretenimento turístico.

 

E para combater o desaparecimento de espécies e maus-tratos a animais, há a campanha contra o uso de penas de animais em artesanatos. Para denunciar maus-tratos, basta ligar para (92) 98842-1553 do Batalhão Ambiental ou para a Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente e Urbanismo, por meio do contato (92) 99962-2340.

você pode gostar também