-Publi-A-

Após denúncias, críticas e pressão, prefeito de Manaus volta atrás em nomeações no governo

Foto: Reprodução/Rede Amazônica.

Eldiney Alcântara | 24 Horas
[email protected] 

Manaus (AM) – Com denúncias de corrupção, desmandos no governo, nomeações duvidosas, fraudes e outras irregularidades, o prefeito de Manaus, David Almeida, recebeu inúmeras críticas e pressão popular nas redes sociais. Nesta quinta-feira, 21, portais locais e regionais estamparam reportagens que tinham como protagonista, a Prefeitura de Manaus.

O descumprimento na fila de prioridade para a vacina contra a Covid-19, estampada as redes sociais, provocou inúmeros questionamentos e críticas ao Governo do Amazonas e à Prefeitura de Manaus. Populares e instituições cobraram explicações no caso de pessoas vacinadas sendo de fora dos grupos prioritários.

A cobrança recaiu na costa de David Almeida, que agora deve explicações à Justiça. Por conta disso, a vacinação foi, temporariamente, suspensa até que a Prefeitura e o Governo do Estado apresentem documentos e justificativas plausíveis. O caso ganhou repercussão após jovens filhas do proprietário de um hospital universitário postarem fotos recebendo a vacina.

Outra polêmica criada por David Almeida, que ganhou as redes sociais, foi a nomeação a cargos públicos de amigos e ex-vereadores derrotados nas urnas. Reizo Castelo Castelo Branco (PTB), Carlos Portta (PSB), Elias Emanuel (PSDB) e André Luiz (PL) ocupariam funções importantes na Secretaria de Cultura de Manaus. Além das manifestações populares na internet, a Federação de Teatro do Amazonas publicou Carta Aberta em nome dos artistas da cidade, pedindo exoneração dos nomes apontados pelo prefeito. “Exonere quatro servidores, dentre os quais, os ex-vereadores Elias Emanuel e Reizo Castelo Branco, nomeados para cargos de diretoria na ManausCult”, diz o documento.

“Temos pessoas capacitadas para tais cargos. Não precisamos que sejam ocupados por políticos que foram rejeitados nas urnas! Respeito aos artistas e a população manauara”, comentou o internauta Wallace Abreu. “Prefeitura virou cabide de emprego mesmo”, postou Max Deulen, criticando as indicações de David Almeida.

Com a péssima repercussão, o prefeito de Manaus voltou atrás nesta quinta-feira e decidiu exonerar suas nomeações recentes. Novamente, o fato repercutiu na internet, desta vez de forma um pouco mais positiva, porém em tons de aviso. “Mas ainda falta alguns nomes serem exonerados. Vamos continuar cobrando”, destacou Moisés Pimentel. O blogueiro Sinny Lopes foi um dos internautas que mais deu destaque ao caso, pedindo exoneração dos nomes. Para ele, a pressão popular foi fundamental para a mudança do governo. “A milícia digital que protestou e cobrou explicações… Parabéns a nós, o povo miliciano”, finalizou.

você pode gostar também