Após quase parar depois do 7 a 1, Julio Cesar renasce e vira ‘maior vencedor do futebol’

Um dos jogadores mais abatidos com a maior derrota brasileira na história das Copas do Mundo foi o goleiro Julio Cesar. Cada vez que uma bola entrava em sua meta durante o histórico 7 a 1 na semifinal no Mineirão, mais ele pensava em dar um ponto final em uma trajetória que começou no Flamengo ainda na década de 90.
O camisa 12 de Felipão jamais esquecerá aquele 8 de julho de 2014, mas não pode dizer que sua carreira parou no tempo. Após o Mundial ele recebeu a chance de voltar ao cenário europeu por meio de um convite do Benfica, depois de atuar alguns meses pelo Toronto FC da Major League Soccer.

“Depois da Copa, pensei seriamente em deixar o futebol. Foi algo do momento, devido ao que tinha acontecido. Mas agora reencontrei a autoestima, a felicidade de jogar, num clube que luta por títulos. Tudo isso muda a cabeça e faz pensar em várias coisas”, declarou o arqueiro, ainda no começo deste ano.

No Estádio da Luz, o brasileiro de 36 anos se reencontrou: virou um dos pilares do time na conquista das duas últimas edições da Liga Portuguesa. “A forma como ele trabalha é impressionante, um cara que ganhou tudo, 10 anos de Inter de Milão e seleção brasileira. Não foi surpresa para mim o fato dele ter voltado a jogar nesse nível. É muito dedicado e um dos melhores goleiros que eu já vi jogando. Não à toa foi considerado um dos melhores do mundo. O sucesso é questão de tempo, ele é muito bem falado aqui na Europa”, declarou o zagueiro Jardel, do Benfica, ao ESPN.com.br.

Julio Cesar Comemora Vitoria Benfica Atletico de Madri Champions 30/09/2015 © REUTERS/Juan Medina Julio Cesar Comemora Vitoria Benfica Atletico de Madri Champions 30/09/2015

“A tranquilidade que ele passa é muito grande, orienta muito a gente lá atrás. Com a confiança que ele tem para sair com os pés, estamos sempre tranquilos porque podemos dar a bola para ele quando um atacante apertar. É muito seguro”, elogiou.

Apesar de perder a reta final da atual temporada por conta de lesão, dando lugar ao jovem Éderson, o “guarda-redes” fez mais de 30 partidas pela equipe encarnada e renovou seu contrato por mais duas temporadas.

“É fantástico, um cara humilde e bacana. Quando surgiu a chance dele vir ao Benfica ficou feliz porque tem uma estrutura fantástica. A cidade de Lisboa é maravilhosa e ele acha parecida com o Rio de Janeiro, cidade natal dele. Tenho certeza que por muitos anos manterá esse nível dele pelo jeito que trabalha”, projetou o defensor.

Julio César durante partida pelo Benfica © Getty Julio César durante partida pelo Benfica

JOGADOR ‘MAIS VENCEDOR DO FUTEBOL’

Com as conquistas das duas Ligas Portuguesas e da Taça de Portugal, Julio Cesar virou o mais vencedor entre os jogadores em atividade no futebol, de acordo com o polêmico ranking criado pelo jornal inglês “Daily Mail”. O arqueiro bateu nomes como Lionel Messi, Cristiano Ronaldo, Iniesta e Daniel Alves.

As colocações foram baseadas nos pesos colocados para cada título conquistado.

Copa do Mundo vale dez pontos, Eurocopa e Copa América valem nove, já a Uefa Champions League e a Copa Libertadores somam oito.

Com 155 pontos ganhos, ele está um ponto à frente de Andrés Iniesta, do Barcelona.

Veja aqui o ranking completo

Júlio César se tornou o goleiro brasileiro que mais tomou gols em Copa do Mundo © Reuters Júlio César se tornou o goleiro brasileiro que mais tomou gols em Copa do Mundo

Títulos contabilizados pelo “Daily Mail”

Copa Mercosul: 1999.
Copa dos Campeões: 2001.
Campeonato Carioca: 1999, 2000, 2001, 2004.
Taça Guanabara: 1999, 2001, 2004.
Taça Rio: 2000.
Série A Italiana: 2005-06, 2006-07, 2007-08, 2008-09, 2009-10.
Copa da Itália: 2005-06, 2009-10, 2010-11.
Supercopa Italiana: 2005, 2006, 2008, 2010.
Uefa Champions League: 2009-10.
Mundial de Clubes da Fifa: 2010
Liga Portuguesa: 2014-15, 2015-16.
Copa de Portugal: 2014-15.
Copa América: 2004.
Copa das Confederações: 2009, 2013.

Do ESPN

você pode gostar também