Arlindo Júnior aposta na música de boi-bumbá em ritmo de samba

Por: Gerlean Brasil (Especial Festival de Parintins)

Há 30 anos começava a carreira artística de Arlindo Júnior como levantador de toadas do Boi-Bumbá Caprichoso. Com estilo marcante nas performances nos palcos, tornou-se o Pop da Selva, de voz inconfundível, marcante, um dos maiores ídolos do Festival Folclórico de Parintins e marcou gerações. Para a legião de fãs conquistada, tanto do Caprichoso, quanto do Garantido, o cantor lança o novo trabalho musical “O boi dá samba”, em show no Buteco Du Verçosa, com o rio Amazonas ao fundo do palco, no dia 16 de junho.

Trata-se de um trabalho diferenciado, por misturar o ritmo do boi-bumbá com o samba. Com esse novo álbum, o artista quer levar o nome de Parintins para mais longe. “A nossa ideia é fazer esse intercâmbio entre Manaus, Rio de Janeiro, Parintins, porque o boi-bumbá não é mais só daqui e já transcendeu. Com uma parceria com o pessoal do Rio de Janeiro, pretendemos levar artistas de Caprichoso e Garantido. Essa é minha vontade para exportarmos a nossa música e outros artistas possam gravar e se apaixonar”, expõe.

Arlindo Júnior observa que o casamento entre os gêneros musicais almeja emplacar toadas de boi-bumbá no Brasil, a exemplo do sucesso de TIC TIC TAC, do compositor Braulino Lima, e Vermelho, de Chico da Silva. “Isso passou. Não conseguimos emplacar mais nenhuma música. Acredito que esse é meu objetivo e com isso nossa cidade crescer ainda mais. Nossa cidade teve a oportunidade de ser a sede do Governo do Estado pela primeira vez na história e isso nós devemos ao festival, ao Caprichoso e ao Garantido. Não podemos perder a chance de sempre querer o bem de nossa cidade”, pondera.

Arlindo Júnior sente uma emoção indescritível ao falar do significado de Parintins. “Não dá para eu descrever em palavras. Tenho gravadas as mensagens que Parintins me manda, no meu WhatsApp, no meu Facebook e no Instagram. As vigílias, as orações e os terços foram tão fortes nos meus piores dias. Passei por dias muitos ruins em que eu não podia andar, falar e pensei em desistir. Deus é maravilhoso e me concedeu mais uma vitória. Se hoje estou aqui, eu devo muito a Deus, ao carinho e às energias de Parintins”, revela.

O cantor prepara um show especial para agradecer pela vida e carreira artística. “Se Deus me deu a oportunidade de estar aqui novamente e de me dá uma segunda vida, eu abracei para ajudar. Deus, meus amigos e a força conjunta de todos me ajudaram no tratamento que não é barato nem fácil. Temos conseguido, graças a energia e contribuição de todo mundo. Fico muito feliz em poder lançar esse trabalho de pagode com boi. Estou muito feliz pelo carinho recebido. Sou um cara que vou ser sempre devedor a Parintins”, afirma.

Fotos: Arleison Cruz

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here