Arsepam realiza a operação Parintins Para Todos na Ilha Tupinambarana

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados e Contratados do Amazonas (Arsepam) continua os trabalhos da operação Parintins Para Todos, voltada às embarcações que atuam no serviço de transporte hidroviário intermunicipal de passageiros. Na Ilha Tupinambarana (a 369 quilômetros de Manaus), o objetivo da autarquia é impedir que ocorra a superlotação dos barcos que saem da localidade.

 

A operação iniciou no último dia 16 em Manaus, no Porto de Manaus/Manaus Moderna, e a partir desta terça-feira (21/06) está sendo desenvolvida na Instalação Portuária Pública de Pequeno Porte (IP4) do município, no Centro de Parintins.

 

A estimativa da Agência Reguladora, com base em dados disponibilizados pela Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental (CFAOC), da Marinha do Brasil, é que mais de 60 mil pessoas deixem Manaus, em cerca de 300 barcos, com destino ao município dos bois-bumbás Garantido e Caprichoso. O número compreende o período de 16 a 27 de junho.

 

O coordenador do Departamento de Transporte Hidroviário da Arsepam, Afonso Almeida, explicou que em Parintins a Agência Reguladora trabalha em parceria com a Marinha do Brasil, Agência Nacional de Transporte Aquaviários (Antaq) e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

 

Afonso explicou ainda que, dentro da operação, a Arsepam está fazendo uma campanha de conscientização, intitulada “Somos a Arsepam”, com o objetivo de apresentar à sociedade os trabalhos de competência da autarquia no serviço de transporte rodoviário intermunicipal, gás natural canalizado e, principalmente, no transporte hidroviário intermunicipal de passageiros.

 

Pesquisa de qualidade

As equipes da Arsepam estão realizando também uma pesquisa de qualidade junto aos passageiros dos barcos. A análise vai ajudar no processo de regulamentação da Lei Estadual nº 5.604/2021, referente ao Serviço Público de Transporte Hidroviário Intermunicipal de Passageiros e Cargas (SPTHI).

Atualmente, a Agência Reguladora está em processo de finalização do edital de chamamento público das embarcações.

 

Passageiros felizes

Vindo pela primeira vez ao município de Parintins, a autônoma Rosa Patrícia Viana da Silva disse estar muito feliz e ansiosa para prestigiar pela primeira vez o Festival Folclórico de Parintins. Sobre a viagem de barco até a Ilha Tupinambarana, ela aprovou. “Foi ótima a viagem e passar pela fiscalização. Não tenho do que reclamar”, afirmou.

 

O empresário José Henrique aprovou a iniciativa da Arsepam de apresentar à sociedade os seus trabalhos. Ele costuma vir sempre à cidade e gosta do serviço oferecido nos barcos. “A população tem que saber o que é feito pelas secretarias e órgãos”.

você pode gostar também