“Arthur é movido por vaidades e não pelas necessidades da população”, diz pré-candidato

Pré-candidato a prefeitura de Manaus Marcelo Ramos. Foto:BNC.

Manaus – No evento interno do Partido da República (PR) realizado neste sábado, dia 9, em Manaus, o pré-candidato a prefeito da capital Marcelo Ramos apresentou o esboço do seu plano de governo fazendo comparações com a atual gestão. E não poupou críticas ao prefeito.

“Ele (Arthur Neto-PSDB) é movido por suas vaidades e não pelas necessidades objetivas da população de Manaus”, disse Marcelo.

O republicano se referia, entre outras coisas, à obra da avenida Eduardo Ribeiro, no Centro de Manaus, em que a prefeitura anuncia estar gastando R$ 9 milhões.

“Nove milhões de reais dá pra tapar todos os buracos de Manaus. Mas, o atual prefeito, preferiu gastar nove milhões de reais em uma só rua, para arrancar o asfalto da Eduardo Ribeiro e colocar pedras”, disse.

Pelas contas de Marcelo, Arthur Neto não pode falar de crise. “O atual prefeito de Manaus teve dois bilhões de reais a mais em três anos do que teve o prefeito anterior em quatro. O problema é que o dinheiro foi mal gasto”, acusou.

Falando para pré-candidatos a prefeito, vice e vereador da capital e do interior do estado, ele disse que o carro-chefe do seu plano de governo vai ser a educação, mas prometeu resgatar o conceito do plano “saúde da família”, que foi implantado em Manaus pelo ex-prefeito Alfredo Nascimento, presidente estadual do PR, que estava ao seu lado no encontro de hoje.

Em cada setor dos serviços à população Marcelo tinha crítica à gestão atual da capital, como a “venda da ilusão do monotrilho e do BRT (linha exclusiva e rápida de ônibus)”.

Acusou Arthur de só se preocupar com o largo de São Sebastião (no entorno do Teatro Amazonas, no Centro) e dos calçadões da Ponta Negra (complexo turístico da zona Oeste):

“Precisamos cuidar das praças dos bairros com o mesmo carinho com que é tratado esses dois locais. No Centro e na Ponta Negra a prefeitura consegue deixar limpo, iluminado, bem cuidado, seguro”, cutucou.

Fonte: BNC

Foto: BNC

você pode gostar também