-Publi-A-

Artista revela segredos das grandes estruturas alegóricas do Festival de Parintins

Eldiney Alcântara | 24 Horas

[email protected]

Com o objetivo de revelar os bastidores construtivos das grandiosas estruturas alegóricas de Garantido e Caprichoso, no Festival Folclórico de Parintins, o artista Marialvo Brandão realiza o projeto “Rituais Indígenas: desvendando os segredos alegóricos”. O trabalho será exposto ao público de 15 a 25 de setembro, no Liceu de Artes e Ofício Cláudio Santoro, em Parintins.

“Considerando a importância do Festival Folclórico de Parintins enquanto vitrine cultural do Estado do Amazonas e seu espetáculo como um dos maiores, de renome mundial, bem como a curiosidade que o
processo de criação das alegorias desperta na população”, explica Marialvo sobre a realização do projeto.

Serão apresentadas dez maquetes de rituais indígenas construídos por Marialvo Brandão e equipe durante os últimos dez anos no Festival Folclórico de Parintins (2009 a 2019). Também serão oferecidas oficinas com alunos de artes visuais da UFAM, UEA e do Liceu de Artes para mostrar o passo a passo de construção das maquetes, das alegorias, cortes no isopor, ampliação para escultura de ferros, robótica, até chegar nas grandes estruturas apresentadas na arena do Bumbódromo. Marialvo informa que será realizada uma roda de conversa com artistas e algumas pessoas que participam da construção do show de arena.

Assim como muitos artistas, Marialvo executou este projeto como uma alternativa de renda, uma vez que foi obrigado a parar com seu trabalho no Festival de Parintins devido a pandemia da Covid-19. “Essa ideia surgiu a partir da necessidade de adequações na pandemia, haja visto que o setor artístico e eventos foi uma das classes mais prejudicadas, o primeiro a parar e ainda não retornamos”, conta Marialvo.

Nesta quarta-feira, 15, acontece à imprensa o lançamento do projeto “Rituais Indígenas: desvendando os segredos alegóricos” a partir das 19h no hall do Liceu de Artes e Ofício Cláudio Santoro.

você pode gostar também