Artistas morrem eletrocutados ao transportar carro alegórico em Parintins

Os artistas plásticos Ivan da Silva Freitas, 53, e Diego Costa Pereira, 18, morreram vítimas de descarga elétrica por volta das 19h desta terça-feira de carnaval em Parintins quando empurravam o carro alegórico do Bloco Cruz de Malta, na avenida Paraíba com destino ao Bumbódromo, palco do Carnailha 2017.  

Os dois morreram eletrocutados quando o carro do bloco tocou no fio de média tensão. Ivan e Diego receberam uma carga de 13.800 watts. Segundo o presidente do Cruz de Malta, o artista plástico Alfredo Coelho, cunhado de Ivan, os dois empurravam o carro com o peito encostado na estrutura metálica quando houve o toque na rede elétrica. Alfredo contou que todos não tiveram ação de ajudar os dois, pois temiam receber a carga elétrica.

Um dos ajudantes dos artistas contou que todos que empurravam o carro alegórico receberam a descarga elétrica, mas Ivan e Diego que vinham na parte traseira do carro foram os mais atingidos.

Embora tenham sido levados ao Hospital Padre Colombo, os dois já estavam mortos. De acordo com técnicos da Amazonas Energia que estiveram no local fazendo o desligamento da rede, os dois não tinham como sobreviver em razão da média tensão do alimentador nº 06, um dos principais da cidade.

Familiares, amigos e colegas dos artistas plásticos lotaram o necrotério do Hospital Padre Colombo para prestar solidariedade aos parentes e lamentar a tragédia.

Ivan tinha mais de 40 anos atuando na área artística, sendo contratado pelo Bloco Cruz de Malta para confeccionar o carro alegórico que iria homenagear o mundo da fantasia. Em razão do acidente, o Cruz de Malta não participará do desfile de hoje (28). “Não tem clima, o Ivan era meu cunhado e o Diego colega do meu filho. Todos estavam empenhados em fazer um belo carnaval”, lamentou Alfredo Coelho.

Texto: Fernando Cardoso

você pode gostar também