Artistas vão abraçar Bumbódromo em protesto

A proposta de realizar o Festival Folclórico de Parintins 2016, em duas noite e não em três, e consequentemente, a queda de 50% no repasse de verba do Governo do Estado são os motivos dos protestos que artistas dos bois-bumbás Garantido e Caprichoso, dirigentes, brincantes e torcedores realizarão nesta quinta-feira (28), em frente ao Bumbódromo.

Eles darão um abraço simbólico no Bumbódromo para dizer que não aceitam a proposta. É uma proposta tácita, que existe, mas que ninguém, da organização do evento, assume .“O Festival de Parintins tem mais de 50 anos e já tivemos várias crises no país, Esta não é a primeira,  e nem por isso acabaram com a festa”, disse um dirigente de boi.

Na última reunião entre o secretário de Cultura do Estado, Robério Braga e os presidentes Joilto Azedo(Caprichoso) e Adelson Albuquerque (Garantido) o tema foi novamente tocado para que as agremiações adequassem as apresentações para somente dois dias de disputa.

O detalhe é que o Governo não assume que  propôs a redução dos dias, disseram ontem membros da alta cúpula dos bois. Com a indefinição do valor do repasse da SEC, por conta de não se chegar a um fechamento se o festival ficará em três ou duas noites é que os artistas se mobilizaram pelo protesto de quinta-feira, em Parintins. A manifestação iniciará às 17h quando encerram os turnos dos trabalhos nos galpões dos bumbás.

Do De Amazônia

você pode gostar também