Audiências públicas discutem Linhão de Tucuruí até Parintins

Floriano Lins |Parintins 24 Horas

A longa espera do parintinense pela extensão do Linhão do Tucuruí para substituir o deficitário sistema termoelétrico começa a mostrar “uma luz no fim do túnel”. O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) anuncia as datas de audiências públicas para a discussão do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Respectivo Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) da linhas de transmissão de 230 KV Oriximiná-Juruti-Parintins e Subestações Associadas.

A chamada pública já circula nas redes sociais para convocação da sociedade. As audiências estão agendadas para o período de 04 a 07 de novembro, com início por Parintins, no dia 04, a partir das 19 horas, no auditório do Centro de Educação de Tempo Integral – CETI Gláucio Gonçalves, Rua Fausto Bulcão, no bairro São Vicente de Paula.

Em Juruti, no oeste do Estado do Pará, a audiência está marcada para o dia 05 de novembro, às 19 horas, no salão da Paróquia Nossa Senhora da Saúde, na Rua Marechal Rondon, no centro da cidade. Em Óbidos, técnicos e moradores se encontram na noite do dia 06 de novembro, às 19 horas, no Cliper de Sant’Ana, Praça Barão do Rio Branco, no centro da cidade.

A última audiência da rodada será na noite do dia 07, às 19 horas, no auditório da Escola Estadual de Educação Tecnológica do Estado do Pará (EETEPA), na travessa Carlos Maria Teixeira, área pastoral de Oriximiná.

Investimento

Em abril deste ano, já havia a previsão de investimento do Governo Federal para integrar Parintins ao Sistema Interligado Nacional (SIN), por meio da linha de transmissão de Tucuruí, no Pará, na ordem R$ 13,17 bilhões em investimentos.

São projetos para a construção, operação e manutenção de 7.152 quilômetros de linhas de transmissão e subestações com capacidade de transformação de 14.819 mega-volt-amperes (MVA). O ‘Linhão de Tucuruí’ contemplará ainda Humaitá, no Amazonas, além dos municípios de Óbidos, Oriximiná e Juruti, no Pará.

A Linha de Transmissão Oriximiná – Juruti – Parintins tem 221 km de extensão e interligará a subestação de Oriximiná, no Pará, à subestação de Parintins, no Amazonas.

você pode gostar também