Babá e Jender reúnem com sócios do Caprichoso no reduto do boi contrário

Foto: Katiúscia Ferreira

Sócios demonstram confiança nos candidatos a presidente e vice-presidente para administrar o Boi-Bumbá Caprichoso

A chapa “Unidos Somos Mais Fortes” faz jus ao lema tradicional do Caprichoso, “O Boi de Parintins”, ao reunir dezenas de torcedores azulados na Rua Padre Jorge Frezzini, no bairro São José Operário, na noite desta terça-feira, 09. A pedido do sócio Luiz Alberto da Silva Barbosa, conhecido como Marina, o candidato a presidente, Babá Tupinambá, e o candidato a vice-presidente, Jender Lobato, foram ao encontro dos sócios no reduto do contrário.

A marujeira Lurdes Silva clamou pelo resgate da Marujada de Guerra e os demais itens coletivos que brincam por amor ao Caprichoso. “Nós precisamos colocar alguém de sangue novo, alguém que se preocupe realmente com o nosso Touro Negro, que é a nossa estrela maior. É por ele que brigamos e é por ele que queremos o melhor ao nosso boi. Nós sócios, precisamos disso. Nós estamos cansados de promessas e queremos solução, uma renovação dentro do nosso boi, principalmente dentro da minha querida Marujada, que eu amo de paixão. Nós acreditamos que ele vai ser nosso presidente, porque Deus é maior e sabe o que é melhor para nós”, afirma.

O sócio Alex Aguiar considera Babá Tupinambá um amigo, irmão, assim como ressalta a pessoa de caráter Jender Lobato. “A gente faz um convite às pessoas e tenho certeza que a maioria das pessoas já escolheu eles. Com certeza as pessoas que conhecem meu trabalho, do Adelino e do Adriano, que possam, assim como confiam em mim e nos meus irmãos, confiar também em Babá e Jender, para juntos, construirmos um Caprichoso mais forte, vitorioso, vencedor. E claro mais unido, que é isso que a chapa coloca à todos os sócios. Sempre a união. Nada de briga. É por isso que cresce cada vez mais. Só tenho a agradecer por eles terem abraçado essa causa em nome do Boi Caprichoso. Tenho certeza que eles vão transformar o Caprichoso”, argumenta.

O marinheiro Joelson Souza Lima, natural da agrovila do Mocambo do Arari, polo da zona rural do município, mora há seis anos em Parintins, é sócio novo do Boi Caprichoso. Ele observa os sócios azulados clamarem por muitas vezes não terem atenção, bem como suas famílias. “Só por ser sócio, tem direito a ganhar alguma coisa, por exemplo um CD, camisa. Esquecem que o homem tem esposa e a esposa tem marido. Nem todos são sócios muitas vezes. Não só o sócio, mas que tenha valor também a família, porque família é como se fosse todo mundo. Tenho uma filha de 11 anos que canta todas as músicas e diz ‘papai, o Babá vai ganhar’. Hoje, muita gente quer mudança, coisas novas, pessoas novas com ideias novas. Com certeza Babá, você terá meu apoio e de todo esse povo. Vamos à vitória”, conclama.

A professora de libras Verena Maria Ramos Alfaia Freitas ficou lisonjeada em fazer parte da composição da mesa na reunião e manifestou apoio incondicional à chapa, apesar de votar pela primeira vez na eleição do Boi Caprichoso. “Nós como sócios, que trabalhamos pelo boi por amor, queremos uma mudança para melhor. E eu tenho certeza que suas propostas, Babá e Jender, são mudanças realmente para melhor. E é isso que nós esperamos, eu, minha família, meu pai. Nunca vi minha rua tão bonita como rua. Eu quero que o sócio tenha aquele amor de vestir o azul. Eu visto azul, porque eu amo o Caprichoso. Eu não visto azul só quando vamos para uma campanha ou no dia da vitória, mas que tenhamos o amor pelo boi. Tenho certeza que Babá e Jender vão priorizar isso. Em suma, a primordial importância de vocês é o respeito pelos sócios, porque nós formamos a nação azul e branca. Eu acredito muito em vocês e por isso deposito meu voto”, declara.

O sócio fundador, Mauro Azevedo, irmão do Tripa Marquinho, do Eterno Amo do Boi Rey Azevedo e do marujeiro Edson, brinca no Caprichoso desde a época de Luiz Pereira na Rua Cordovil. “Eu era marujeiro e depois sair. Estamos aqui numa luta com duas pessoas que a gente confia. Nós já tivemos outras conversas com eles. O Babá tem uma proposta muita boa e espero que ele valorize realmente os sócios, porque hoje em dia nós só somos lembrados nessa época de eleição. Nós vamos votar em Babá e Jender. O que a gente puder arrumar, nós vamos levar para votar nessas duas pessoas”, enfatiza.

A professora Elany Damasceno, que nasceu na comunidade do Aninga, também é sócia novata do Boi Caprichoso. Ela vai votar pela primeira vez vai votar em eleição azul e confirma voto na chapa, junta com as duas filhas. “Quando o Babá foi à minha casa, ele me conquistou de primeira, porque eu vi nele uma pessoa simples, mas que tem uma humildade tamanha. A gente vê realmente que ele ama realmente o boi como nós amamos. Então, é isso que precisa o nosso boi, pessoas que realmente tenham esse amor verdadeiro. Tenho certeza que vocês dois, Deus disse assim, ‘essa era a hora de vocês’. Vocês, juntos, vão fazer o nosso Caprichoso voltar a ser aquele Caprichoso guerreiro, de garra, de alegria”, declara.

você pode gostar também