-Publi-A-

Barreirinha: Homem mata esposa estrangulada e joga corpo no rio

O Agricultor Manoel Leal , 55 anos, em depoimento realizado na noite de segunda-feira, 4 de junho, ao delegado de polícia Ivo Cunha, onde estavam presentes 5 dos 10 filhos do casal, confessou ter matado a própria esposa, a senhora Selma Souza Serrão, 52 anos.

O delegado Ivo Cunha disse que Manoel Leal confessou que estava sob efeito de bebida alcóolica e que teve uma briga feia com a esposa e conseguiu levà-la para a margem de um lago atrás do Distrito de Pedras, interior da cidade de Barreirinha, onde estrangulou a mesma e jogou o corpo no lago. A princípio o mesmo vinha negando o crime, mas com a presença dos filhos, o mesmo abriu o jogo e confessou o homicídio. Ele segue preso na delegacia de polícia a disposição da justiça.

Entenda o caso

DONA DE CASA QUE ESTAVA DESAPARECIDA EM PEDRAS FOI ENCONTRADA MORTA

O corpo da senhora Selma Souza Serrão que estava desaparecida havia dois dias foI encontrado por volta das três horas da madrugada deste domingo boiando em um lago conhecido como Laguinho, próximo ao Distrito de Pedras no município de Barreirinha-Amazonas.

Segundo informações de moradores da comunidade, a dona de casa desapareceu na tarde do dia 1º de junho, e o esposo da mesma chegou a comentar com algumas pessoas de que tinha matado a esposa e jogado o corpo no Laguinha, daí então familiares e moradores iniciaram uma vasta procura pela dona de casa e na madrugada deste domingo , o corpo da mesma foi encontrado boiando no lago.

Uma equipe médica foi deslocado até ao neste domingo e após o exame cadavérico foi constatsdo estrangulamento a causa da morte.

A polícia militar foi até a comunidade e trouxe para Barreirinha o esposo da senhora assassinada Manoel Leal, conhecido no local como Piroca que negou ter matado a própria esposa e por falta de provas o mesmo foi liberado pela polícia.

A dona de casa tinha dez filhos com o marido Manoel leal.

Com informações  de Jair Carneiro

você pode gostar também