Bethe contra ‘fantasma de Ronda’, Glover e russo de olho em cinturão de Dos Anjos; veja análise do UFC

O UFC Fight Night deste sábado tinha tudo para ser um dos melhores da série, principalmente para os brasileiros. Mas quis o destino que não fosse bem assim. As três principais lutas da noite foram modificadas ou caíram.

O primeiro a ‘desistir’ foi o lesionado Tony Ferguson, que transformou a definição do próximo desafiante dos leves em uma luta de peso casado com Khabib Nurmagomedov favoritíssimo. Depois, foi a vez do também machucado Maurício Shogun abrir espaço para Glover Teixeira no embate contra Rashad Evans. Até que Lyoto Machida assumisse o doping e saísse da luta com Dan Henderson.

Restou um card principal com Rose Namajunas x Tecia Torres em um co-main event bem aquém do esperado. Mas, mesmo assim, sobrou um card bom.

Vamos às análises!

Glover Teixeira vs. Rashad Evans

De um lado, o bom jogo em pé de Glover Teixeira. De outro, a ótima combinação de quedas de Rashad Evans.

O norte-americano já foi campeão da categoria. E tem muito mais que um bom wrestling, é um lutador completo. O único problema é que uma série de lesões simplesmente o tirou do cenário nos últimos dois anos. E isso pode pesar para um cara que sempre teve um bom físico.

Já o brasileiro já sofreu bastante com Phil Davis e seu jogo de ‘amarra’. Mas também já mostrou muita evolução ao vencer Pat Cummins em sua última aparição.

Mais em forma, com mais ritmo de luta e com a boa evolução que já mostrou, Glover Teixeira leva a vitória. Nocaute no terceiro round.

Rose Namajunas vs. Tecia Torres

Rose Namajunas e Tecia Torres não fazem a segunda melhor luta da noite na opinião do blog. Mas fazem a segunda de mais importância para o UFC – e podem até definir a próxima desafiante da categoria, que terá o cinturão em disputa em julho.

O confronto também não é inédito. As duas já se enfrentaram em julho de 2013, pelo Invicta, com vitória na decisão de Torres.

De lá para cá, Namajunas parece ter evoluído um pouco mais. E mostrou todo seu arsenal no massacre para cima de Paige VanZant. O problema para ela será driblar o jogo de amarra de Tecia. E ela não deve conseguir achar a chave para isso: vitória de Torres na decisão unânime.

Khabib Nurmagomedov vs. Darrell Horcher

22 lutas como profissional, 22 vitórias, a última delas uma dominação incontestável para cima do atual campeão dos leves. Sem sombra de dúvidas, Khabib Nurmagomedov é um dos melhores lutadores da divisão, trazendo consigo um fôlego de dar inveja a qualquer um, combinado com técnicas de luta agarrada acima da média e uma mão pesada.

Do outro lado, um estreante, que até tem um bom cartel de 13 vitórias em 14 combates, mas que ainda tem muito a provar na sua carreira.

Khabib é favoritíssimo. Só terá que driblar tanto tempo parado por lesões. Deve conseguir e levar a vitória por finalização no terceiro round.

Cub Swanson vs. Hacran Dias

Um verdadeiro duelo de estilos: boxe acima da média x grappling acima da média.

Cub Swanson é o favorito, até por ter mais nome, mas não terá nada de vida fácil contra Hacran Dias. Muito pelo contrário, aliás.

O caminho do brasileiro é simples: se desvencilhar dos perigos da trocação, encurtar e levar para baixo. No chão, pode até não achar a vitória, mas tem tudo para dominar o rival. Com uma estratégia bem traçada por Dedé Pederneiras, ele leva essa na decisão e dá um salto enorme na categoria.

BEthe Correia vs. Raquel Pennington

Oito meses e meio depois, Bethe Correia finalmente terá a chance de exorcizar o fantasma de Ronda Rousey que ainda a atormenta.

Não há dúvidas do quanto a brasileira ficou marcada para todos na derrota para a ex-campeã – até pela forma que foi, depois de tantas provocações.

Acontece que o UFC não é bobo, sabe do potencial de Bethe, teve calma com ela e achou uma rival perfeita para um retorno triunfal. Até agora, Raquel Pennington tem 11 lutas na carreira, com seis vitórias e cinco derrotas.

Não que ela seja moleza, mas Bethe terá a chance de provar que ela ainda está um nível acima. E deve conseguir, na decisão dos jurados.

Outros brasileiros

Oluwale Bamgbose nocauteia Cezar Mutante
Omari Akhmedov vence Elizeu Capoeira na decisão

Da ESPN

você pode gostar também