-Publi-A-

Boi Caprichoso lança campanha contra pirataria

Ação é colocada em prática pela presidência, procuradoria do boi em Manaus e diretoria de marketing

A Presidência do Boi-Bumbá Caprichoso, na gestão de Babá Tupinambá e Jender Lobato, deu início a inédita campanha “Quem ama seu boi não aceita pirataria”. A ação que tomou conta das redes sociais a partir da quarta-feira, 30 de maio, é resultado do planejamento estratégico do diretor de marketing do Caprichoso, Bosco Rezende, e do procurador do boi em Manaus, Délio Diniz. O alerta do Caprichoso “Diga não à pirataria! Denuncie!” é de tolerância zero contra o comércio ilegal de produtos dos bois de Parintins.

A campanha do Caprichoso leva em conta que todo ano a pirataria faz o Brasil perder mais de R$ 30 milhões em receitas e faz um breve cálculo do quanto os bois não arrecadaram no Festival Folclórico de Parintins 2017, com uma estimativa de 70 mil visitantes. “Uma rápida simulação na prática do que os bumbás deixaram de ganhar, devido ao comércio ilegal de itens com o uso de suas marcas. Se desses 70 mil visitantes comprassem R$ 20,00 em algo dos bois, teríamos R$ 1,4 milhões”, diz o anúncio da campanha.

O manifesto do boi campeão do festival de Parintins também considera que “se desse valor, uma parte fosse destinada ao Caprichoso e contrário, não teríamos dúvidas de que os bois seriam sustentáveis. A criação dos royalties dos bois é uma forma de legalizar as empresas que queiram trabalhar com as marcas. Portanto, você torcedor, sócio e amante do seu boi, junte-se a nós ao combate da ilegalidade. Antes de adquirir qualquer produto do boi, verifique se o mesmo é oficial ou licenciado pelos bois”, informa a diretoria azulada.

 

você pode gostar também