Boi Garantido abre semana do Vermelho e Branco

Nesta terça-feira, 26 de abril, o Boi Garantido abre na cidade de Parintins a semana do Vermelho e Branco que vai encerrar com a Alvorada do Boi do Povão e o primeiro ensaio oficial no dia 1º de maio. O evento movimentará mais de mil pessoas envolvidas na estrutura logística, cênica, segurança, sonorização e palco.

Pela manhã de terça-feira integrantes da diretoria, Comissão de Artes e itens oficiais vão às emissoras de rádio da Ilha para massificar a programação. À noite entre 18h e 20h terá início o ensaio do Comando Garantido que é a galera que leva e empunha os adereços no Bumbódromo e do Garantido Show, jovens que fazem a coreografia de palco. A partir das 20h começa o ensaio técnico da Batucada do Garantido com participação de mais de 200 ritmistas. Na sexta-feira o Garantido promove um bingo com mais de 20 mil reais em premiação. Os recursos arrecadados são para continuar a construção do Complexo Esportivo. Dia 30 haverá o lançamento do disco “Celebração”, composto por 20 toadas.

A Semana do Vermelho e Branco, avalia o presidente Adelson Albuquerque, contempla a cultura, a parte social e ambiental da Ilha de Parintins. “Através da cultura temos a responsabilidade pela preservação do patrimônio cultural da infância dos nossos pais e avós que criaram a brincadeira de Boi nas ruas, nas frentes das casas. Preservação do patrimônio deixada pelo Mestre Lindolfo Monteverde e outras famílias tradicionais do Garantido. Socialmente a nossa cultura da Baixa de São José é a identidade de um povo. O povo de Alma Vermelho. O Garantido é da comunidade e sem a comunidade perdemos a identidade, valores e princípios da brincadeira. Temos a certeza que os comerciantes vão aproveitar a movimentação de turistas e amantes do Garantido para faturar nesse primeiro momento que é esta semana”, comenta o presidente do Garantido.

O vice-presidente Fábio Cardoso comandou várias reuniões para organizar a logística humana e estrutural da semana. Segundo ele, o Garantido detentor do papel histórico de Parintins para transmitir a cultura da brincadeira de rua prepara as novas gerações. “O Garantido vai celebrar junto à comunidade o resgate cultural de não apenas ir às ruas, mas despertar com a Alvorada a nossa cidade para a maior festa do Amazonas que é o Festival. A construção da cultura desde a Baixa da Xanda envolve vários personagens que ainda hoje seus familiares vivem aqui em Parintins. Maximiliano, Porrotó, Dedé Marchão, dona Mundicaia Monteverde, seo Antônio Maia, JP Faria e nossa eterna Madrinha Maria Ângela Faria são pessoas que deixam um legado enorme para o Garantido, ajudando diretamente o mestre Lindolfo Monteverde a construir a nossa cultura”, disse Cardoso.

O Coordenador da Comissão de Artes e artista Roberto Reis diz se sentir orgulhoso em manter viva a história da construção do Garantido e da criação da cultura parintinense. Segundo ele, é impossível se viver do presente e do futuro sem compreender as transformações que o Festival tem passado no decorrer dos tempos. “Meu pai brincava de Boi e aprendi desde pequeno a dar valor a essa brincadeira aqui na Baixa de São José. O Festival e a própria cultura crescem com o tempo, ganham novos incrementos, mas a Alvorada do Garantido é a prova de que aqui na Baixa respiramos e caminhamos com a comunidade”, diz Reis.

O primeiro ensaio oficial da temporada tradicionalmente é realizado na quadra da Paróquia de São José Operário a partir das 21h de primeiro de maio.

você pode gostar também