Boi Garantido surpreende em ensaio técnico de arena

Com um repertório musical forte e empolgante, itens individuais, coletivos e torcedores encarnados foram levados ao êxtase na segunda simulação de arena do Boi do Povão, na Cidade Garantido. O ensaio ocorreu nesta quinta-feira (20) e reafirma o amor ao Boi de Lindolfo Monteverde e a busca incansável pelo 32º título de campeão do Festival Folclórico de Parintins.

Revelando um pouco do que será apresentado na arena do Bumbódromo, as tribos indígenas exibiram sincronia e originalidade nas coreografias e arrancaram aplausos e gritos da torcida vermelha e branca.

O pajé Adriano Paketá

Em seu primeiro momento, o pajé Adriano Paketá veio com as tribos indígenas, dominando cênica, dança e mostrando total desenvoltura em seu ano de estreia. Em todas as apresentações públicas o item surpreendeu e é cada vez mais amado pelos torcedores perrechés.

Outro destaque da noite foi um dos itens coletivos mais vitoriosos do bumbá vermelho, a Vaqueirada. O coreógrafo do grupo, Rondinelli Batista, promete inovação no festival de 2019. “É um item muito amado, sempre passando alegria e entusiasmo em brincar de boi e esse ano não vai ser diferente, podem aguardar fortes emoções com a nossa vaqueirada”, destacou.

Levantador de toadas Sebastião Junior

O ensaio da segunda noite de espetáculo na arena deu prosseguimento a um projeto audacioso e imponente. O coordenador de cênica do bumbá, Ricardo Peguete, não esconde a felicidade e diz estar confiante no projeto. “O projeto “Nós, o Povo!” é uma obra prima que estamos lapidando e buscando a excelência na arena. Estamos fazendo os últimos ajustes e bastante confiantes”, frisou.

Texto: Nayme Godinho
Fotos: Élcio Farias e Justino Guimarães

você pode gostar também