Cacetada na cabeça, mulher ‘foge’ de atendimento hospitalar

Mesmo com uma forte pancada na cabeça, a autônoma Alcimara da Silva Santos, a Bodó, 34 anos, não deixou ser feito nenhum curativo e deixou o Hospital Padre Colombo, no final da manhã desta sexta-feira (31). Ela perdeu muito sangue e ficou desacordada, após sofrer uma paulada, na Rua Maués, por volta das 11h20.

Governo do Amazonas 2

De costas para a via pública, Alcimara Santos conversava com duas pessoas conhecidas, na calçada do Bar do Deco, quando foi surpreendida pela cacetada desferida por um terceiro indivíduo. A vítima ainda tentou reagir, mas não teve forças e desmaiou no chão, de acordo uma filha de 13 anos, até ser conduzida por ambulância até o hospital.

Nenhuma sutura na região afetada pela cacetada foi possível, porque a vítima sentia muita dor e recusava o procedimento. Com visíveis sintomas de embriaguez, Alcimara recuperou a consciência, levantou-se do leito da sala de curativo, saiu pela porta da frente do hospital e pegou um mototáxi, junto com a filha.

você pode gostar também