Candidatos parintinenses debatem saúde 26 de agosto de 2016

O sucateamento da saúde de Parintins alimentou o segundo debate político promovido pelo Sistema Alvorada de Comunicação na tarde desta quinta-feira, 25, entre os candidatos a Prefeitura de Parintins, Frank Bi Garcia (PSDB), Márcia Baranda (PMDB), Maria Altair Navegante (Psol), Adson Ribeiro (Rede Sustentabilidade) e do vice Jucelino Manso (PSB) que representou Messias Cursino ( PDT) na ocasião.

O debate foi mediado pelo coordenador de jornalismo da emissora local, Neudson Corrêa, e teve como tema “Saúde”. O encontro político foi dividido em blocos com perguntas e respostas, proporcionando maior exposição das propostas por parte dos candidatos. No segundo bloco, profissionais da emissora também direcionaram perguntas aos candidatos.

Bi Garcia

Em discurso, Bi Garcia comentou que “falar de saúde é falar de saúde preventiva. É cuidar bem das pessoas, sendo esse um objetivo muito claro nos oito anos do meu governo na cidade”. Garcia afirmou que “se eleito, vou retomar os programas que atendia não só Parintins, assim como as cidades do Baixo Amazonas, através das jornadas de cirurgias que atenderam mais de 10 mil pacientes em oito anos de governo em diversas áreas. A reativação do Caps, a instalação de Centros de Saúde na Zona Rural, trazer o barco hospitalar, além de retomar as ambulanchas”.

Márcia Baranda

Márcia Baranda expôs que pretente fortalecer a saúde básica, investindo em ações preventivas. Dentre suas propostas apresentadas, a candidata irá fornecer infraestrutura para a realização da coleta de exame na cidade e nas comunidades pólo, além da implantação do SAMU Regional com ambulâncias e ambulanchas, assim como a construção de um Centro Psico-Social para atender usuários de álcool e drogas. De acordo com Baranda, “cuidar de saúde é falar de vidas. Saúde não é um gasto. Saúde é investimento”.

Maria Altair Navegante

Para a socialista, “saúde não é apenas a assistência básica, a parte clínica. Saúde é qualidade de vida sim em todos os parâmetros como habitação, lazer, educação”. A candidata criticou que a população não dispõe de uma atendimento de qualidade. Dentre seus projetos Altair enalteceu reestruturar toda a base. “Não adianta por exemplo tentar criar outros hospitais se a nossa base está toda quebrada”, reafirmou. Outra proposta da candidata é trabalhar em cima do Hospital Universitário, buscando parcerias com convênios estaduais e federais, como trazer o curso de Medicina para Parintins.

Adson Ribeiro

“Saúde é um conjunto de bem estar físico, mental e social, não apenas ausência de infecções. Ter saúde é muito mais que afastar a dor”, frisa o candidato. Se eleito for, Adson diz que sua principal proposta será investir o recurso da saúde na saúde como um todo, não apenas em questão laboratorial. Ribeiro pontua que estruturar o problema da saúde como um todo, implantando programas para que nossa população tenha dignidade no atendimento. “O problema da saúde em Parintins se resume em um problema de gestão”finalizou.

Juscelino Manso

Juscelino disse que em seu governo junto com o Messias Cursino o trabalho na saúde será de prevenção, tendo como uma de suas propostas ampliar a contratação dos agentes comunitários de saúde (ACS), dando exemplo que é muito melhor cuidar de uma gripe do que de uma pneumonia. Outra proposta do candidato é construir o Hospital Materno-infantil, além do Hospital da Mulher. Manso acrescente que “o problema que enfrentamos hoje em Parintins é que a saúde virou um ação de negócios. Para mim o secretário de saúde tem que ser um profissional que entenda de saúde”. O debate aconteceu no próprio prédio do Sistema Alvorada, no auditório Pastoral “Mãe de Deus”, sendo também transmitido ao vivo pela rádio local. Ao todo oito debates vários temas serão realizados pela emissora.

Kedson Silva/JI

você pode gostar também