Chico da Silva canta em inauguração e comemoração de 82 anos do Mercado de Parintins

Por: Gerlean Brasil

Foto: Júnior Preto Lima

Os sucessos musicais do cantor e compositor parintinense, Chico da Silva, farão parte do dia de espetáculo de inauguração do Mercado Leopoldo Amorim da Silva Neves, nesta segunda-feira, das 17h às 18h. O sambista de renome nacional e autor de toadas clássicas dos bois-bumbás do Festival Folclórico de Parintins é uma das principais atrações da programação cultural do evento comemorativo preparado pela Prefeitura de Parintins.

O maior poeta do Amazonas canta a própria história na inauguração, no dia de 82 anos de fundação do mercado. “Faz parte da minha história e da minha família. Meu pai trabalhou no mercado por muitos anos e minha infância, praticamente, foi na beirada (orla do rio Amazonas) do mercado. Me sinto muito feliz pela Secretaria de Cultura ter me feito o convite e vamos cantar. Vai ser uma apresentação acústica, com muito samba e toadas”, anuncia.

Chico da Silva lembra que, antes de fazer sucesso no Brasil como sambista, o mercado de Parintins era a única opção na cidade. O prefeito Frank Bi Garcia assegura que o mercado é um ponto histórico de Parintins, no qual começou a cidade e os primeiros povos indígenas se abrigaram onde é a Praça Cristo Redentor. “O mercado é um patrimônio histórico da cidade e foi inaugurado pelo prefeito João Melo em 1937. Fizemos uma réplica do projeto original”, frisa.

As obras de reforma e ampliação do prédio histórico custaram R$ 3,4 milhões, via recursos do Ministério do Turismo, por meio de emenda destinada pelo ex-deputado federal, Hissa Abrahão. “Não tenho dúvidas de que a gente entrega um patrimônio importante para manter viva a história do povo parintinense. O Chico da Silva, além de ser nosso maior poeta, passou parte da vida no mercado e nada melhor do que ele participar desse ato”, enfatiza Bi Garcia.   

você pode gostar também