Cidades-polo atenderão servidores da educação com serviços de plano de saúde, a partir de 5 de outubro

Atendimento será ampliado para 15,2 mil servidores em unidades de saúde de 11 municípios

Onze cidades-polo foram selecionadas para atender os servidores da educação que passarão, a partir do dia 5 de outubro, a ter acesso aos serviços do plano de saúde Hapvida, no interior do Amazonas. A escolha estratégica dos polos contemplará os profissionais da área da educação que atuam nos 61 municípios do interior.

O anúncio foi feito durante live do governador e do secretário em exercício da Secretaria de Educação e Desporto, Luís Fabian Barbosa, no Centro de Mídias (na zona sul de Manaus), com transmissão para o interior do estado e presença de deputados estaduais.

Cada cidade-polo englobará determinados municípios e serviços. “Foi feito todo um trabalho técnico para identificar os municípios que poderiam atender municípios vizinhos com mais facilidade, e que tivessem o maior número de profissionais residentes”, comentou Luís Fabian.

“Os nossos profissionais da educação receberão informações sobre como promover os agendamentos e como identificar os profissionais e laboratórios cadastrados em cada município para iniciar, portanto, os atendimentos”, acrescentou Fabian.

Polos – O polo que funcionará no município de Carauari ofertará clínica médica, pediatria, ginecologia, obstetrícia, laboratório e raio-X para profissionais também de Eirunepé, Itamarati, Ipixuna, Envira e Guajará, totalizando 1,2 mil beneficiados.

O polo de Humaitá oferecerá serviços de clínica médica, pediatria, ginecologia, obstetrícia, laboratório e raio-X para 1,5 mil servidores de Apuí, Manicoré, Lábrea, Canutama e Tapauá, além do próprio município.

Com os mesmos atendimentos de Carauari e Humaitá, o polo de Tabatinga alcançará 1,8 mil profissionais de Santo Antônio do Içá, Jutaí, Fonte Boa, Atalaia do Norte, São Paulo de Olivença, Tonantins, Benjamin Constant e Amaturá, assim como de Tabatinga.

Coari e Tefé funcionarão como cidades-polo para servidores de Codajás, Alvarães, Uarini, Japurá, Maraã e Juruá, totalizando 2,1 mil servidores. Enquanto Coari ofertará serviços de clínica médica, pediatria, laboratório e raio-X, Tefé terá o acréscimo de ginecologia e obstetrícia.

Baixo Amazonas – O polo de Parintins ofertará atendimentos em clínica médica, pediatria, ginecologia, obstetrícia, laboratório e raio-X para profissionais também de Nhamundá, Barreirinha, Boa Vista do Ramos e Maués, totalizando 2,1 mil beneficiados.

Entorno – Manacapuru é a cidade-polo que deverá ser buscada por profissionais de Anamã, Beruri, Anori, Novo Airão e Caapiranga. Totalizando 1,5 mil servidores, o município contará com clínica médica, pediatria, ginecologia, obstetrícia, ortopedia, laboratório e raio-X.

Itacoatiara servirá como cidade-polo para profissionais de Itapiranga, Urucará, São Sebastião do Uatumã, Silves e Urucurituba. Ao todo, 1,2 mil servidores poderão agendar atendimentos em clínica médica, pediatria, ginecologia, obstetrícia, laboratório e raio-X.

Capital – Manaus também será uma das cidades-polo da expansão de atendimentos do Hapvida e atenderá 1,5 mil servidores de Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Careiro Castanho e da Várzea, Manaquiri, Autazes e Iranduba. A capital amazonense terá os seguintes serviços: clínica médica, pediatria, ginecologia, obstetrícia, ortopedia, laboratório e raio-X.

Teleconsultas – As cidades-polo de São Gabriel da Cachoeira, Boca do Acre e Borba funcionarão com atendimentos em teleconsulta, englobando os municípios de Santa Isabel do Rio Negro e Barcelos (São Gabriel da Cachoeira); Pauini (Boca do Acre); e Nova Olinda do Norte e Novo Aripuanã (Borba). Cerca de 1,9 mil profissionais serão beneficiados.

você pode gostar também