Cinema: oficina e bate-papo marcam lançamento de curta-metragem inspirado no distrito de Nazaré, neste sábado, 8

O curta de animação Nazaré: do Verde ao Barro conta de forma poética a história de uma família que embarca numa viagem em busca de uma nova vida. Em Nazaré, distrito do baixo Madeira, em Porto Velho, constroem uma relação de afeto, respeito e amor com aquele ambiente, sobretudo com o rio que banha a comunidade e que marca diversas fases de suas vidas, seguindo o movimento das águas. A estreia acontece neste sábado (8), com oficina gratuita de ilustração e exibição do filme pelo YouTube, seguida de bate-papo com a equipe de produção.

A história é inspirada em personagens reais, como o seu Manoel Maciel, um amazonense que chegou à comunidade de Nazaré por volta de 1966 e é um grande nome na criação das primeiras manifestações folclóricas da comunidade e um educador.

No total, foram quatro meses de trabalho duro para dar vida a um roteiro que surgiu ainda em 2018. Juraci Júnior, ator e comunicador que assina roteiro e direção do curta, conta que foi um desafio executar um trabalho com tantos detalhes num período de tempo tão curto. O processo inclui a gravação das cenas com atores reais, dois deles que viveram em Nazaré, para então serem ilustradas e, enfim, ganharem movimento na animação. “Eu sabia que daria muito trabalho, é tudo muito artesanal. As cenas são desenhadas em aquarela pela ilustradora Roberta Marisa e depois animadas num trabalho de pós-produção minucioso de rotoscopia, feito por Rone Mota. A trilha é original, composta por Túllio Nunes, filho do próprio Manoel Maciel, especialmente para o filme, pensada frame a frame”, detalha Juraci.

Ainda segundo o diretor, um trabalho de diversas frentes, com desafio e preocupação dobrados diante do cenário pandêmico que vivemos, o que impossibilitou a gravação das cenas na própria Nazaré e também o seu lançamento na comunidade. “Faremos virtualmente e quando estivermos todos seguros, levaremos a exibição para comunidade”, comenta.

Nazaré: do Verde ao Barro é também uma história de resiliência do povo ribeirinho, de uma relação de respeito com a floresta e com o grande rio.

Confira abaixo a programação de lançamento.

Sábado, dia 8 de maio:

  • Horário: 14h (Rondônia) | 13h (Acre) | 15h (Brasília)

Oficina Ilustrando Histórias, com Roberta Marisa

Inscrições gratuitas em: bit.ly/ilustrandohitorias

  • Horário: 19h (Rondônia) | 18h (Acre) | 20h (Brasília)

Exibição do filme + bate-papo

Link da exibição: https://youtu.be/-UWcUt8b_fU

você pode gostar também