Com 17 homicídios violência em 2016 supera o ano passado

Parintins (Am) – Até o segundo semestre de 2016 dezessete  assassinatos são apontados na estatística do 11º Batalhão de Polícia Militar. Pelos dados, os homicídios foram por pauladas, armas brancas e armas de fogo. Os dados superaram os assassinatos ocorridos em 2015.

Para o Juiz de Direito da Primeira Vara da comarca de Parintins e da Vara de execuções Penais, Fábio Cesar Olintho, há duas falhas, uma do lado social e outra do setor de segurança, fazendo com que os índices de criminalidades aumentem no município.

Vítimas 2016

A primeira vítima de homicídio na cidade foi Railson Vasconcelos Fonseca, 21, no dia 16 de janeiro. A segunda vítima, Breno José Gomes de Castro, 20, indo a óbito com golpes de gargalo de garra. O terceiro a ser assassinado foi Vandei Araújo dos Santos (29). No dia 25 de março, um duplo homicídio envolvendo Raimundo Jorge Alves Gonçalves, 35, e Welison de Jesus Tavares Fabiano, 25, anos, mortos a facadas.

O oitavo homicídio aconteceu no dia 1º de abril com o homicídio do pescador Vanderley Souza dos Santos, 47, conhecido por galo. Ele foi encontrado morto no bairro de São Benedito, após ter recebido um soco e batido a cabeça na sarjeta. Outra vítima foi o adolescente Joab Ribeiro, 16, atingido com um tiro na testa.

A décima primeira vítima aconteceu dia 28 de março com a morte do detento do semiaberto, Joaquim Teixeira Machado Junior (21). Joaquim recebeu treze tiros em confronto com um policial militar.

O ancião Manuel Anésio Farias Vieira, 64, foi vítima de latrocínio na comunidade do Mato Grosso com uma paulada na cabeça. Outro morto a pauladas foi Pedro Ferreira Santana, 41. O acusado é o próprio enteado Franknei Barbosa de Souza, 24 anos. Leudo do Amaral, 23, recebeu três estocadas na rua larga do bairro União. O artista plástico Mateus Costa Menezes, 17, vitima latrocínio no dia 7 de julho. Alex Fonseca Melo foi morto a facadas em bar da Rua desembargador Joao Correa, Santa Clara. A vítima mais recente foi a acadêmica do 6º Período do Curso de Serviço Social, Ufam, Mariza de Araújo Bahia, 26, morta com três facadas.

Pistolagem

No dia 10 de fevereiro, a vítima foi Cícero da Costa Marques, 27, morto com cinco tiros na rua senador Álvaro Maia. A nona vítima foi o detento do semiaberto Alisson Roberto Bitencourt Ribeiro, 23 anos, na porta de sua casa, na Rua Terra Santa, bairro Nazaré.

A mais recente vítima da pistolagem foi o jovem Igor Andrey Coelho, executado com um tiro quando retornava da casa da namorada no bairro Pascoal Allágio

Com informações do Jornal da Ilha

você pode gostar também