-Publi-A-

Com material do lixo, artista cria grandiosas esculturas para instalar em Parintins

Eldiney Alcântara | 24 Horas

[email protected]

 

O artista parintinense, Iran Martins, usa o lixo para deixar a Ilha Tupinambarana com toques mais artísticos. Com o projeto “Escultura”, ele cria seis grandes monumentos de aproximadamente 5 metros para colocar em pontos da cidade. Uma particularidade das obras é que são feitas com objetos descartados pelas pessoas e que iriam para a lixeira.

Iran recrutou uma equipe de cerca de 30 pessoas, entre soldadores, escultores, pintores e demais artistas para criar as esculturas. Uma cobra grande de mais de 5 metros feita toda de ferro e 5 mil garrafas pet; Um aranha gigante de mais de 6 metros formada de ferro, concreto, garrafas de vidro e televisores antigos; um camaleão criado a partir do uso de 3 mil pneus de carro, motos e bicicletas. Essas são algumas das obras criadas pelo artista.

Essas três esculturas são instaladas no pátio do aeroporto Júlio Belém e, mesmo ainda incompletas, chamam a atenção do público. Coloridas, criativas e, fundamentalmente, recicláveis. “A proposta é trabalhar e transformar materiais que geralmente a gente descarta… É evitar, naquele primeiro momento, descartar na natureza. Então, meu trabalho é ainda reutilizar um pouco mais esses materiais, transformando em obras de arte”, revela Iran.

Segundo o artista, a ideia é, além de fazer arte, fazer uma crítica à sociedade sobre o sério problema da poluição e a importância da reciclagem. “É uma crítica aos governantes, mas, principalmente, pra sociedade que é a primeira. Pra gente poder criticar a gente tem que dar exemplos. Saber utilizar melhor os produtos e não jogar na natureza logo. Saber reutilizar ou colocar em locais já destinados”, orienta.

O projeto Escultura é contemplado pela Lei Aldir Blanc de apoio à cultura. Além do aeroporto Júlio Belém, outras obras serão colocadas na Universidade Federal do Amazonas, Ufam, e na Cidade Garantido. A locação das peças conta com apoio da Prefeitura de Parintins, que está fazendo todas as bases em concreto e estrutura para iluminação.

você pode gostar também