Comando do 11° BPM lamenta morte de homem atingido acidentalmente por disparo de PM

O comando do 11° BPM vem a público esclarecer que, por volta das 18h30 do dia 11 de novembro de 2021 (quinta-feira), um policial militar pertencente ao efetivo da unidade, de folga, foi à residência de seu sogro na Rua José Esteves, bairro Palmares, onde também funciona um comércio, para buscar sua esposa e seus dois filhos. No local, o senhor João, de 82 anos, estava sendo ofendido e agredido por dois homens, sendo um de 40 e outro de 42 anos.

O policial militar interviu para tentar cessar a agressão ao idoso, mas não foi atendido e, pelo contrário, recebeu um soco desferido por um deles, vindo a cair no chão. Os dois irmãos partiram em direção ao policial para tentar agredi-lo e tentar tomar a sua arma. O militar, então, efetuou um disparo de advertência para o chão, porém os infratores não cessaram. Então, foi efetuado um disparo na perna de um dos irmãos, como este não cessou a ação, o policial efetuou mais um disparo, atindindo o seu pé.

Um dos disparos, o projétil teria transfixado o acusado e atingido o abdômen do sr. Geovane, de 49 anos, que não tinha a ver com a ocorrência. A VTR do Supervisor de Área 9078,  compareceu ao local. O policial que se defendeu das agressões teve que prestar apoio em veículo particular, à sua família, que estava em estado de choque. Quando a VTR 9078 chegou ao local, os infratores já haviam se evadido. Um dos irmãos envolvidos deu entrada no hospital Jofre Cohen, recebendo alta posteriormente. Infelizmente, Geovane, que foi atingido no abdômen pelo policial militar de forma não intencional, não resistiu, vindo a óbito na madrugada do dia 13 de novembro de 2021 (sábado).

O 11° BPM lamenta o falecimento do senhor Geovane e se solidariza com a família e amigos, ressaltando que a Polícia Militar trabalha para a preservação de vidas.

Texto: Assessoria de Comunicação do 11° BPM.

você pode gostar também