Comissão de transição apresentará denuncia contra a administração Carbrás na próxima semana

Os indícios de irregularidades na administração do atual prefeito Alexandre da Carbrás (PSD) encontrados nos levantamentos realizados pela Comissão de Transição do prefeito eleito Bi Garcia (PSDB), serão apresentados em forma de denúncia ao Ministério Público de Constas (MPC), Ministério Público Estadual (MP-AM) e Ministério Público Federal (MPF).

De acordo com o coordenador da Comissão de Transição, o vereador eleito Telo Pinto (PSDB), os membros técnicos das subcomissões ainda trabalham na conclusão de coleta dos dados de todas as secretarias para em seguida apresentar um relatório geral e detalhado aos órgãos competentes. A data mais provável para o encaminhamento da denúncia será na próxima terça-feira, 22 de novembro.

Telo Pinto informou que a medida adotada pela equipe de transição atende ao que determina a resolução nº 11/2016 do Tribunal de Constas do Estado (TCE), uma vez que a administração do prefeito Alexandre da Carbrás deixou de entregar os relatórios no prazo de 15 dias, que encerrou no dia 3 de novembro.

A equipe de transição da atual administração deveria entregar relatórios com as informações contábeis e financeiros, processos e documentos dos órgãos da administração municipal, inclusive os relativos aos programas, projetos da gestão e relação de bens patrimoniais. “Até o momento, por exemplo, só recebemos uma relação de bens em estoque, mas não fomos informados onde esses bens estão guardados”, exemplificou.

O coordenador da Comissão de Transição, Telo Pinto, disse que devido a falta de informações e documentos da atual gestão muitos pontos da administração pública ainda estão sendo levantados. Ele citou como exemplo a folha de pagamento do governo Carbrás que varia de números de servidores contratados. Telo disse que foram apresentadas relações de períodos diferentes de contratação e demissão, com quantidades de servidores também diferentes.

Marcondes Maciel | RP

você pode gostar também