-Publi-A-

Companhia de Dança certifica parintinenses em aulas de balé clássico

Eldiney Alcântara | 24 Horas
[email protected] 

Após quatro módulos de aulas, os jovens parintinenses Geovane Aguiar, Pâmela Rafaela Alfaia e Rafaela Amaral comemoram a formação no curso de Balé Clássico na Companhia de Dança Encontro das Águas, em Manaus. Eles participaram do projeto de extensão cultural da bailarina Juliana Borges, que leva aulas de balé a pessoas do mundo da dança no interior do Amazonas para formação de bailarinos e instrutores.

A formação dos parintinenses é uma iniciativa do Instituto Cultural Ajuri, INCA, em parceria com a Companhia de Dança Encontro das Águas e da Prefeitura de Parintins. Foram quatro módulos de aulas mensais que ofereceram conteúdos como gestão de escolas de dança, metodologia de ensino para o balé adulto, metodologia para o ensino do baby class e nomenclatura do balé clássico. O curso foi ministrado pela professora e bailarina Juliana Borges e mais oito dançarinos empenhados em levar a dança erudita ao interior do Amazonas.

“Percebi que poderíamos contribuir, compartilhando nossa bagagem com pessoas que tinham potencial para trabalhar com dança em locais distantes da capital pois eu viajo bastante por comunidades e sempre noto que há poucas opções de ocupação para crianças em termos de atividades culturais”, justificou Juliana, apontando para a necessidade de espaços e profissionais da dança clássica no estado.

Para a bailarina, “o curso foi uma forma de oferecer oportunidade, não somente para esses jovens deslancharem uma profissão, mas também para eles contribuírem com a sociedade local com o conhecimento que eles receberam”. Ela afirma ainda que Parintins tem grande talento para a dança. “Parintins tem um potencial cultural imenso, mas o balé clássico ainda é escasso. Tem trabalhos em Parintins que já foram iniciados, mas mesmo assim, pra população que existe, eu creio que muitos ainda não tem oportunidade. Com o treinamento que foi feito aqui esses três jovens poderão levar para as comunidades, os projetos”, destacou.

O gestor cultural e presidente do INCA, Marcos Moura, informa que os novos instrutores irão oferecer cursos de dança em comunidades vulneráveis de Parintins como forma de retorno ao município. Ele se diz contente em ajudar no crescimento cultural da cidade. “É uma alegria muito grande a gente poder contribuir com  o desenvolvimento cultural de Parintins, com jovens talentosos que puderam ter a oportunidade de ir à Manaus participar desse curso com a professora Juliana Borges, referência no balé no Amazonas”, disse entusiasmado.

O jovem Geovane revela que seu trabalho na dança ganha uma nova força. Ele é dançarino de boi e acredita que após as aulas, seu horizonte profissional se expande. “Foi de muita importância todo o conhecimento adquirido nesse curso, pois tive a oportunidade de aprender mais questões técnicas sobre o balé, conhecer uma metodologia mais específica de aprendizagem e de como repassar tudo isso para os meus futuros alunos. Esse curso é de grande importância para pessoas como eu, do interior do Amazonas, onde o acesso a todo esse conhecimento do balé é mais escasso. Esse curso me instigou a querer aprender mais e mais para que eu possa me tornar um bom profissional e garanto que vou contribuir muito com minha cidade”, concluiu.

Fotos: Rodrigo Teixeira.

você pode gostar também