Comparsas de assaltante, linchado por populares revoltados após assalto, são presos em Parintins

Erison de Souza Sicsú, 28, foi espancado e “terçadado” por dezenas de pessoas. A Polícia Militar foi acionada e evitou que o suspeito fosse morto no local.

Parintins (AM) – O cidadão Nascimento de Oliveira Costa, 29, retornava de moto para sua casa na noite de sexta-feira, 23, por volta de 21h, com a esposa e os dois filhos (um menino de 6 anos e uma garota de 3), quando foi cercado por seis assaltantes no Loteamento Jacareacanga, em Parintins-AM, nas proximidades do Clube de Cabos e Soldados. 

Nascimento Oliveira tentou fugir, mas foi jogado com a esposa e os filhos da moto. Ele sofreu golpes de terçado na cabeça e foi conduzido ao Hospital Padre Colombo (HPC). Na ação criminosa o menino de 6 anos fraturou o braço esquerdo e a garota de 3 anos um golpe de terçado na testa.

As crianças também foram conduzidas ao HPC, mas já se encontram em casa com o pai se recuperando. A mãe sofreu escoriações pelo corpo.

“Creio que eles estavam só a espera de vítimas para assaltar. Vivemos uma noite de terror. Meu marido só não está morto porque estava de capacete, esses assaltantes deram várias terçadadas na cabeça dele, uma delas acabou partindo o capacete e o lesionou. Quando eles estavam atacando meu marido pedi que os meus filhos corressem, mesmo machucados, para que não acontecesse o pior com eles”, disse a mãe que pediu para que o seu nome não fosse identificado.

Populares ao ouvirem os gritos das crianças por socorro saíram a procura dos criminosos. Um dos acusados, o jovem Erison de Souza Sicsú, 28, foi espancado e “terçadado” por dezenas de pessoas. A Polícia Militar foi acionada e evitou que o suspeito fosse morto no local. Em estado grave Erison foi conduzido em uma ambulância ao Hospital Jofre Cohen.

A guarnição da PM, que atendeu a ocorrência, sob comando do Cabo H. Garcia, conseguiu prender 4 suspeitos, em menos de uma hora. Um dos suspeitos estava com um terçado, suspostamente o que foi utilizado nas agressões às vítimas. Foram presos: Adriano Nascimento Leonel, 19, (que conseguiu escapar de ser linchado por populares, mas foi atingido com um golpe de arma branca na mão), Elmer Kennedy de Souza Ferreira, 22, Cleberson Ferreira Lopes, 20, e Alcemir Batista Oliveira, 20.

A Polícia Civil continua investigando o caso.

Com informações do Jornal Gazeta Parintins

 

você pode gostar também