Coordenadora da Seduc Parintins assume PSC Mulher

O ingresso na política foi um passo dado pela professora Keyla Nogueira, quando aceitou convite para ser presidente do Partido Social Cristão (PSC), ao qual o jornalista Wilson Lima chegou ao cargo de governador do Amazonas, em 2018. O PSC Mulher é o caminho escolhido pela titular da Coordenadoria Regional de Educação de Parintins (Crepe), da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino (Seduc).

Nas redes sociais, a professora falou sobre o novo desafio, no sábado (11). “Hoje, aceitamos mais um desígnio de Deus. Assumimos o PSC Mulher em Parintins. Mais uma bandeira levantada em prol de muitas, que como eu, lutam diariamente pela conquista de um espaço social mais digno e justo no qual possamos contribuir e retribuir à uma sociedade igualitária”, comentou.

É a primeira vez que a educadora se filia a um partido e, de início, já encara a missão de comandar uma sigla, em ascensão no Estado do Amazonas, há dois anos. Keyla Nogueira é professora do quadro efetivo da Seduc e foi nomeada para a Coordenadoria Regional de Educação de Parintins, em março de 2018, pelo então titular da pasta no Amazonas, Luiz Castro.

A professora lutou junto com colegas pelos direitos da categoria, entre eles reajuste do salário defasado, e fez parte das manifestações locais contra o ex-governador do Amazonas, Amazonino Mendes, em 2017. Nas Eleições 2018, caminhou com o candidato a governador Davi Almeida, de quem conquistou reconhecimento na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).

Mulher de representatividade e liderança feminina crescente, Keyla Nogueira se notabilizou quando esteve envolvida no movimento grevista da educação, em Parintins. Ao Portal Parintins 24 Horas, via mensagem de WhatsApp, a professora afirmou que vai a Manaus participar de uma reunião do partido, e, quando retornar, vai conceder entrevista para prestar informações sobre a nova função.

você pode gostar também