Corinthians tem dois expulsos, leva virada do Cerro e perde a primeira na Libertadores

Até então invicto na Libertadores, o Corinthians foi ao Defensores del Chaco, nesta quarta-feira, e parecia que manteria a boa a fase na competição ao abrir o placar com André e perder chances claras com o mesmo centroavante. Na segunda etapa, contudo, o time paraguaio virou e venceu por 3 a 2, com gols de Beltrán (2) e Díaz. Giovanni Augusto diminuiu no fim.

 Autor do gol da equipe paulista, André foi um dos vilões da derrota, já que foi expulso aos cinco minutos da segunda etapa. Rodriguinho também recebeu o cartão vermelho quando a partida estava empatada, e, com dois jogadores a menos, o time não segurou os donos da casa.

Com o resultado, o Cerro Porteño assumiu a liderança do grupo 8, com sete pontos. Com seis, o Corinthians cai para o segundo lugar e já é seguido de perto pelo Independiente Santa Fé, que venceu nesta quarta e tem quatro pontos.

FEZ UM, E PODERIA TER FEITO MAIS

Jovem de 18 anos, comparado até com Sergio Aguero, do Manchester City, Sergio Díaz mostrou que era a melhor opção dos donos da casa logo aos seis minutos, quando cortou Fagner e bateu firme, para grande defesa de Cássio com os pés.

O Corinthians, contudo, se mostrou bem postado e já havia tido uma grande chance com Lucca aos três minutos. Aos 12, o mesmo Lucca bateu falta, o goleiro falhou ao soltar e André mostrou oportunismo para bater de primeira e abrir o placar.

Atento no jogo, André ainda teve duas boas oportunidades. Aos 23 minutos, bateu de fora da área e acertou a trave. No último minuto, Giovanni Augusto cruzou de forma precisa e o camisa 9, livre, cabeceou para fora.

TUDO MUDOU EM CINCO MINUTOS

Jogo controlado, chances de placar ainda maior…tudo mudou com cinco minutos. Aos três, Leal cruzou da direita e Beltrán ganhou disputa no alto de Felipe, empatando o jogo. Em seguida, André chutou o rosto de Bonet e, como tinha cartão amarelo, foi expulso.

Para recompor o time, Tite tirou Guilherme, que já estava amarelado também, e colocou Romero. Rodriguinho, contudo, não contribuiu para a reorganização do time. Aos 26 minutos, ele deu carrinho desnecessário e também recebeu o cartão vermelho. Um minuto depois, Díaz recebeu na área e bateu por baixo de Cássio: 2 a 1 Cerro Porteño.

Com nove jogadores, o clube brasileiro tentou se segurar como deu, mas ainda acabou levando o terceiro. Beltrán ganhou disputa com Felipe e bateu para o fundo do gol. Aos 41 minutos, o árbitro viu empurrão em Yago e marcou pênalti. Giovanni Augusto bateu e descontou.

PRÓXIMA RODADA

Corinthians e Cerro Porteño voltam a se encontrar na próxima quarta-feira, às 21h45, na Arena Corinthians. Antes desse confronto, o alvinegro paulista pega o Botafogo-SP em Ribeirão Preto, no próximo domingo.

Fonte: ESPN

você pode gostar também