Costureira comercializa máscaras personalizadas para superar crise causada pela Covid-19

Os preços variam entre R$ 1,00, R$ 3,00 e R$ 5,00

Foto: Gilson Almeida.

Gilson Almeida | 24 Horas
[email protected]

Parintins (AM) – A crise financeira causada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19) diminuiu ou acabou com a renda mensal de milhões de trabalhadores. Para tentar driblar esta crise, em Parintins (à 369 km de Manaus) a costureira Newzielly de Souza Guimarães, de 22 anos, passou a fabricar máscaras personalizadas em tamanhos adulto e infantil para serem vendidas para a população se proteger da doença. Os preços variam entre R$ 1,00, R$ 3,00, e R$ 5,00. As máscaras são fabricadas conforme as orientações dos órgãos da Saúde.

Foto: Gilson Almeida.

Newzielly costura desde 2016 com produção de roupas e bolsas conseguindo uma renda mensal aproximadamente de R$800,00, mas teve várias encomendas canceladas com isolamento social para diminuir a proliferação da doença na cidade.

Foto: Gilson Almeida.

Com isolamento, o dinheiro que a jovem havia adquirido com as costuras foi acabando e quando sobrou apenas R$ 3,00, ela teve a ideia de fabricar máscaras para serem comercializadas e ajudar seus pais nos custeios da casa.

Newzielly comprou R$ 3,00 de Tecido Não Tecido (TNT) e utilizou outros materiais que já possuía em casa para confeccionar as máscaras. “No primeiro dia meus colegas e eu começamos a vender aleatório na rua. Nesse dia vendemos apenas sete e ficamos triste. Então eu divulguei meu trabalho nos grupos de Whatsapp e começou a chegar encomenda atrás da outra”, disse.

A natural de Terra Santa (PA), mora em Parintins há muito tempo e já fabricava máscaras personalizadas há dois anos para um grupo de dança fazer suas apresentações, porém sem fins lucrativos.

Após seu empreendimento começar a dar certo, ela pediu ajuda de familiares e usou o dinheiro da venda para comprar tecidos tricoline liso e estampados para a produção de mais materiais de proteção.

Newzielly faz as máscaras com duas camadas de tecido, as esteriliza e entrega aos domicílios. “Fazemos a esterilização com álcool 70% e também passamos ferro quente. Depois espirramos álcool novamente, colocamos na embalagem e levamos até a casa do cliente”, explicou.

Foto: Gilson Almeida.

As máscaras de TNT custam R$ 1,00 as de tecidos tricoline R$ 3,00 e as máscaras personalizadas custam R$ 5,00.

Foto: Gilson Almeida.

As pessoas podem comprar o material na casa de Newzielly situada na Rua 4, bairro Paulo Corrêa, n° 3161, ou pelo contato (92) 99137-9044.

você pode gostar também