-Publi-A-

Crime organizado em Manaus decidiu voltar todo o seu poderio contra a reeleição de Amazonino Mendes

O coronel Walter Cruz, que no último dia 23 assumiu como secretário extraordinário de governo e responsável em coordenar a implantação e execução do projeto de segurança pública ‘GuardiAM 24 horas’ , um dos primeiros resultados da consultoria internacional da Giuliani Security e Safety, começou a fazer as primeiras mudanças na cúpula da segurança do estado, colocando em cargos chave policiais de linha dura com o crime.

Informações, que ainda estão sendo apuradas pela área de inteligência das polícias, dão conta de que o crime organizado pode estar promovendo, deliberadamente, situações para criar clima de insegurança e influenciar na eleição para governador, este ano. Os criminosos reagem contra as ações do governo do Estado para combatê-los. Uma das causas seria a contratação da consultoria de Rudolph Giuliani.

Parte da cúpula da polícia já tem informações de que o crime organizado sabe que a consultoria foi responsável pela paz na cidade de Medellin, na Colômbia, que deixou de ser a cidade mais violenta do mundo e se tornou uma das mais inovadoras em soluções para melhorar a qualidade de vida de sua população. Para quem não lembra, Medellin foi berço do Cartel de Medellin, maior cartel de tráfico de drogas do mundo, comandado pelo internacionalmente famoso Pablo Escobar.

Nos bastidores da cúpula da segurança pública já se comenta que o crime organizado em Manaus, que já se envolveu em outras eleições no Estado, decidiu voltar todo o seu poderio contra a reeleição do governador Amazonino Mendes (PDT), após ele determinar que a polícia não dê trégua às facções que estão numa guerra que já é responsável por 3 de 4 mortes violentas no Amazonas, segundo levantamento da polícia.

você pode gostar também