Curso de beneficiamento de leite é encerrado pelo Cetam e Sempa com apresentação de produtos  

A apresentação de queijos, iogurte, manteiga, doce de leite, requeijão e achocolatado marcou o encerramento do curso de beneficiamento do leite realizado pelo Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) em parceria com a Secretaria Municipal de Pecuária, Agricultura e Abastecimento (Sempa). A qualificação profissional, com aulas teóricas e práticas, teve a participação de produtores de leite do Zé Açú, Paraná do Ramos, Rio Andirá, Rio Uaicurapá, estudantes de zootecnia e agroindústrias de Parintins.

O curso do Cetam, na modalidade Formação Inicial e Continuada (FIC), solicitado pela Coordenação de Produção Animal da Sempa, foi ministrado pela mestre em zootecnia, Kaila Cerdeira, com a colaboração da doutora em zootecnia, Laura Maciel, professora da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Campus Parintins.

Durante a conclusão das atividades, o titular da Sempa, Tião Teixeira, e a gerente acadêmcia do Cetam Parintins, Francy Lima, anunciaram a continuidade da qualificação aos participantes para incentivar o crescimento da cadeia produtiva do leite.

Da Fazenda Aliança, no Zé Açú, Eliana Guimarães avalia que o curso é uma oportunidade aos produtores de leite para aprimorar os conhecimentos sobre as técnicas de manipulação e beneficiamento de produtos como o queijo manteiga já feitos de maneira tradicional. “Nós queremos avançar. Hoje, nós temos o apoio da Prefeitura de Parintins e do Governo do Amazonas. É de muito bom proveito esse curso, principalmente para quem atua na zona rural. Aprendemos muitas coisas, embora trabalhamos muitos anos com a produção, mas não sabemos tudo. A higienização é fundamental para o nosso produto”, destaca.

Para o pecuarista Flávio Assis, da Fazenda Bom Destino, Gregoste, Rio Uaicurapá, a qualificação profissional oferecida pelo Cetam e Sempa multiplicou os conhecimentos para melhorar a qualidade dos produtos derivados do leite. “Aqui são vários produtores de tradição em Parintins. Cursos como esse só fazem aumentar cada vez mais a qualidade do nosso produto. Eu espero a parte 2 dessa qualificação para a gente melhorar ainda nosso trabalho. Isso é muito importante para o município. Queira ou não, com conhecimento, a gente ajuda na cadeia alimentar do município”, afirma.

De acordo com a produtora de queijo, Maria Valdiza Siqueira, da Fazenda Jasvim, do Paraná do Ramos e Rio Andirá, o curso reforçou as boas práticas e as técnicas para aperfeiçoar os produtos de origem animal. “A gente só aprimorou aquilo que já fazíamos e vamos vender muito mais nossos produtos”, garante. 

O curso abordou os temas: boas práticas de manejo na ordenha e pós-ordenha; higiene pessoal dos manipuladores; qualidade e tratamento; equipamentos e utensílios; legalização de agroindústria voltada para produção de derivados; fabricação artesanal de produtos de derivados e perspectivas de mercado.

você pode gostar também
..