David Assayag será tema de documentário

Considerada a mais bela voz da Amazônia, o cantor e compositor parintinense David Assayag será tema de documentário. O audiovisual “David Assayag – A Voz da Amazônia” terá a direção de Zeudi Souza, diretor do premiado “O Buraco” da Imaginarioz Produções e Tucandeira Filmes. A assinatura do documentário será dos produtores João Fernandez e Lilian Daniel. O registro está programado para chegar ao grande público no segundo semestre de 2022.

De acordo com Lílian Daniel, produtora da obra, o registro tem a finalidade de apresentar a história de um artista que faz parte do cotidiano da cultura e da vida dos amazonenses. “O David é um ícone popular, um nome que todos conhecem. Não existe um amazonense que não saiba quem é ele ou não tenha ouvido sua voz marcante”, destacou Lílian.

Já o produtor João Fernandez, do Casarão de Ideias, aponta outros detalhes que tornam o documentário obrigatório como peça de registro e memória. “Personagens como o David Assayag são símbolos de uma cultura, de um tempo, de um momento que ficará eternizado na memória coletiva de uma sociedade. Não registrar essa experiência é negar a existência de uma cultura, é jogar no ostracismo algo que é fundamental para a nossa manutenção e evolução enquanto coletividade”, observou.

Humanizado

O documentário “David Assayag – A Voz da Amazônia” tem como proposta apresentar o “Rei da Toada” como ele realmente é. Sua trajetória de vida, tristezas, alegrias, vitórias e decepções. “Vamos mostrar um David que tem origem na Parintins dos anos 1960 e 1970, até o David que perdeu a visão aos 15 anos em um acidente trágico na cidade de Castanhais no interior do Pará”, descreve Lílian Daniel.

Ainda segundo Lílian, o registro audiovisual avança para as grandes realizações do artista. “Apesar da perda da visão, David Assayag assume um protagonismo único e corajoso diante da limitação imposta pela perda da visão: ele não aceita as limitações e se torna um grande intérprete da sua voz e da sensibilidade do seu canto”, atesta a produtora.

Para coroar a produção, nomes de peso emprestam papel para enriquecer a obra. “Teremos a participação de nomes que são lendas da cultura do Boi-Bumbá e da musicalidade amazonense como Paulinho Faria e Zezinho Corrêa, ambos não estão mais entre nós mas tem participação ímpar na história do David, além de Fafa de Belém que é parte integrante da historiografia do David Assayag”, finalizou Lílian Daniel.

 

Com informações do segundoasegundo

você pode gostar também
..