Detento parintinense é um dos mortos em massacre em Manaus

Condenado a oito anos de prisão por tráfico de drogas, o parintinense Luiz Mário Martins Figueira aparece entre os 40 mortos em massacres no sistema penitenciário de Manaus, nesta segunda-feira, (27/05). Ele cumpria pena em regime fechado no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat) e é um dos 25 mortos encontrados somente na unidade prisional.

Os massacres deixaram 40 mortos nas unidades prisionais, em Manaus, e levaram o governador do Amazonas, Wilson Lima, a pedir ajuda ao Governo Federal. De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), as mortes seriam motivadas por um racha entre presos do mesmo grupo criminoso e que atua no tráfico de drogas no Amazonas.
Mortos por presídios
Instituto Penal Antônio Trindade (IPAT): 25 detentos
Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj): 4 detentos
Centro de Detenção Provisória Masculino 1 (CDPM1): 5 detentos
Unidade Prisional do Puraquequara (UPP): 6 detentos.
você pode gostar também