Dia dos Finados: para manter a fé e a tradição fiéis rezam do lado de fora do cemitério

Eldiney Alcântara | 24 Horas

[email protected]

Do lado de fora da cemitério e agarrado à grade, seu Normando Santarém, 53 anos, reza olhando o túmulo do neto que faleu ainda recém-nascido. Assim como ele, toda a comunidade parintinense e grande parte do mundo não pôde entrar nos cemitérios para celebrar o Dia dos Finados, 02 de novembro. Por medida de segurança, o campo santo foi fechado e a tradicional iluminação dos jazigos foi proibida.

A pandemia do novo coronavírus obrigou a Prefeitura de Parintins a publicar Decreto proibindo a entrada no cemitério municipal São José. Ao longo do dia, muitas pessoas passaram pelo local e de fora fizeram suas orações, lembrando de anos anteriores, quando o local ficava lotado de fiéis católicos. O autônomo Normando Santarém tem enterrada no campo uma tia, vítima da Covid-19. Além do pai e um neto.

Apoiado à grade de proteção, na calçada, ele fez uma oração para agradecer a cura dos seis membros de sua família que foram contaminados pelo coronavírus, inclusive ele. “Eu fico muito triste em vir aqui hoje e ver o nosso campo santo sem ninguém. Mas, o que a gente pode fazer? É só orar pra Deus que um dia isso tudo vai acabar e a vida continua. Tem famílias que tem perdido muitas pessoas”, lamenta.

Ao redor do cemitério um grupo de jovens da igreja Adventista ajuda as pessoas a orar. Eles fazem parte do projeto Bálsamo e passaram o dia no local e sempre que alguém se aproximava para rezar, deixar flores e velas eles também se juntavam à pessoa com música e uma oração. “Nós estamos aqui na porta do cemitério levando a mensagem de Jesus. Nós estamos orando, cantando com as pessoas que aqui se encontram com o intuito de levar a mensagem”, informou a jovem membro do grupo, Adriane Nunes.

Para o coordenador do cemitério São José, Roberto Na Área “esse foi um ano de perda”. “É um dia de tristeza para a comunidade parintinense e para o mundo todo. Essa doença fez com que além das pessoas não poder fazer parte do sepultamento, ela também veio impedir que as pessoas façam homengens aos seus entes queridos no dia de hoje. Peço que as pessoas façam suas orações em casa”, disse.

O Dia dos Finados é uma das datas mais emotivas e religiosas do mundo. Para tentar manter parte das celebrações, a missa na Catedral de Nossa Senhora do Carmo, às 18h, foi transmitida pela internet e pelas rádios Clube e Alvorada. O campo santo vai permanecer fechado até o dia 6 de novembro. A partir do dia 07 a visitação será permitida, mas com acesso limitado.

você pode gostar também