‘Difícil ver sua filha retratada como lixo’, diz mãe de Eliza Samudio sobre homem fantasiado de goleiro Bruno com saco preto

“É difícil ver sua filha retratada como lixo”, disse Sônia Moura, sobre a representação de sua filha, Eliza Samudio, assassinada em 2010, como um saco de lixo segurado por um homem fantasiado de goleiro Bruno, condenado pelo crime. O tema da fantasia foi escolhido pelo cliente de um bar em Manaus, que compartilhou a foto nas redes sociais na segunda-feira (1º).

Eliza Samudio desapareceu em 2010 e seu corpo nunca foi achado. Ela tinha 25 anos e era mãe do filho recém-nascido do goleiro Bruno, de quem foi amante. Na época, o jogador era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade. Eliza e o filho Bruninho foram sequestrados e mantidos em cárcere privado. Segundo o depoimento de um dos envolvidos no crime, que na época era menor de idade, a jovem teria sido esquartejada e seus restos mortais colocados em sacos de lixo e jogados aos cães.

Em agosto deste ano, o policial aposentado José Lauriano de Assis Filho, o Zezé, foi o último dos condenados pelo crime.

Filho de Eliza soube da fantasia

 

Procurada pelos reportagem, a mãe de Eliza Samudio, Sônia Moura, que mora em Mato Grosso do Sul, relembrou do momento em que recebeu a notícia da “brincadeira de mau gosto”.

“Olha, triste, muito triste! Muito indignada pelo comportamento desse ser humano. A pessoa foi infeliz. Não sei o que está acontecendo hoje com o ser humano, é terrível”, detalhou com a voz embargada.

 

Sônia contou ao Bruninho, filho de Eliza com o ex-goleiro Bruno, sobre a fantasia registrada em Manaus. “Eu consegui fazer com que ele [Bruninho] não visse. Conversei e falei a respeito do que estava ocorrendo, até para preparar ele. Na escola pode haver comentários. Ele ficou assustado comigo, pensando que eu não estava bem”, relembrou.

Não é a primeira vez que pessoas utilizam do crime para se fantasiarem. “Quando vi, me remeteu a um sofrimento de 2018, que tinha uns estudantes que fizeram uma postagem semelhante”, retomou.

Com informações do g1

você pode gostar também