Disfarçados de agentes de saúde, homens fortemente armados assaltam convento em Manaus

Polícia cercou a área mas não conseguiu colocar as mãos nos bandidos (Divulgação)

Após se passarem por agentes de saúde da Prefeitura de Manaus, dois homens fortemente armados que não foram identificados, assaltaram a Casa das Irmãs Catequistas Franciscanas, que fica localizada na rua 33, bairro Cidade Nova, na Zona Norte de Manaus. Ao todo, eles fizeram pelo menos seis pessoas reféns, dentre eles uma bebê de oito meses. O fato ocorreu na manhã desta segunda feira (21).

Uma aspirante a freira, identificada como Marinilda Silva, de 16 anos, que estava na residência na hora do fato, contou para a equipe de reportagem do MANAUS HOJE, que os homens chegaram na residência informando que iriam fazer uma fiscalização, e ao entrarem na residência, falaram que de fato era um assalto.

De lá, eles conseguiram levara cerca de cinco celulares, três notebooks, uma quantia em dinheiro, projetor, televisão e outros objetos de valor da residência.

“Na hora que eles chegaram estávamos em uma reunião com outras aspirantes a freira. Nem desconfiávamos que iriam entrar para roubar”, disse a jovem.

Outra jovem, identificada como Yasmin Mota, de 17 anos, disse que cerca de seis pessoas ao todo estavam na casa.

“Tinha o casal com sua bebê que estavam no andar de cima da residência. Eles também vieram a pouco tempo para Manaus”, disse.

Os homens pegaram todos que estavam na residência, e trancaram em um quarto, onde ficaram até a hora que conseguiram sair.

“Enquanto estávamos trancados, eles foram recolhendo os objetos. Na hora eu senti muito medo que fizessem algo com a gente”, declarou a aspirante, esclarecendo que não sabe como foi a fuga dos falsos agentes

Policiais militares da 6° Companhia Interativa Comunitária (Cicom) informaram que chegaram a ir ao local do fato, e a fazer um cerco policial, porém não obtiveram sucesso.

Uma moradora da mesma rua do local onde ocorreu ao fato, contou para a equipe de reportagem que os homens chegaram a bater em sua residência querendo realizar a fiscalização.

“Eles vieram aqui, porém eu disse que minha casa já havia passado pela fiscalização, e que não precisaria novamente”, declarou. O caso foi registrado no 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP), que investigará a ocorrência para chegar até os suspeitos do crime.

Revolta

A Fundação de Vigilância do Amazonas (FVS) informou que a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) é o órgão que executa o trabalho de combate à endemias por meio de agentes. Os agentes  que atuam na SEMSA são identificados com coletes na cores azul, amarelo e laranja e crachás. A FVS esclarece que assalto realizado por bandidos disfarçados de agente é inaceitável, pois prejudica a imagem dos que combatem o Aedes agypti.

Fonte: acritica

você pode gostar também