-Publi-A-

Doações da Coca-Cola Brasil e Movimento Unidos Pela Vacina reforçam combate à Covid-19 no interior do Amazonas

Presidente Figueiredo, Manacapuru e Iranduba estão entre as cidades que receberam materiais destinados à vacinação

Nos últimos dias, os municípios de Presidente Figueiredo, Manacapuru e Iranduba receberam as doações da Coca-Cola Brasil e do Movimento Unidos Pela Vacina, com apoio dos grupos de Apoio Voluntário (GAV) e Mulheres do Brasil. Eles fazem parte de um grupo de 53 cidades amazonenses contempladas pela ação.

Em Presidente Figueiredo, os itens chegaram no último dia 20 e o destaque ficou por conta de três refrigeradores destinados ao armazenamento de vacinas, pois a sede do Plano Nacional de Imunização (PNI) estava com um emprestado de outra secretaria. “Temos 14 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e faremos a distribuição dos itens entre elas. Além disso, as caixas térmicas reforçarão o trabalho de nossas equipes rurais, que atendem por meio de busca ativa as populações mais isoladas”, afirma Mariane Abreu, secretária de Saúde da cidade.

Em Manacapuru, onde a entrega dos materiais aconteceu no último dia 25, o álcool 70% líquido, atualmente em falta no sistema público de saúde do município, ajudou os tradicionais grupos de ciranda da cidade – Flor Matizada, Guerreiros Mura e Tradicional – a realizarem uma live no fim de semana. “Teremos 600 pessoas envolvidas, somente das três cirandas, e esse material será essencial para que tomemos os devidos cuidados”, afirma Tadiane Freitas, coordenadora de Atenção Primária da Secretaria de Saúde de Manacapuru.

Importância das vacinas

Estudante de Ensino Médio em Manacapuru, Vitória Lopes, de 16 anos, perdeu uma tia e uma das avós para a Covid-19. Ela, que foi vacinada enquanto as doações chegavam à UBS, é uma defensora da imunização. “Em minha casa, todos tiveram essa doença e pensei até que fosse perder meu pai e minha mãe. Graças a Deus, eles ficaram bem e o recado que deixo é que todos se vacinem, não importa a idade”, recomenda.

Diretor da Coca-Cola Brasil, Victor Bicca exalta o papel da empresa em prol da vacinação no Amazonas. “Além de doações de alimentos, cestas básicas, oxigênio, EPIs e álcool gel, para diferentes pessoas em situação vulnerável, a Coca-Cola Brasil não tem medido esforços para apoiar a vacinação, frente fundamental para que juntos – empresas, governos e sociedade – façamos a diferença”, afirma.

Já Fabiana Carioca, presidente do GAV, ressalta que a ideia com as doações é tornar o processo de imunização dos amazonenses mais célere, suprindo as necessidades de cada localidade com o envio de materiais e equipamentos.

Apoio ao interior

A ação da Coca-Cola Brasil e do Movimento Unidos Pela Vacina, com apoio do GAV e do Grupo Mulheres do Brasil, abrange 53 municípios. A base das entregas ocorre na capital amazonense, no Impact Hub Manaus.

Entre os equipamentos, obtidos por meio de recursos da The Coca-Cola Foundation, estão refrigeradores e caixas térmicas para guardar as vacinas, materiais hospitalares (álcool, luvas e máscaras) e de escritório, como computadores, além de combustível. Todos os itens listados atendem a pedidos feitos pelas próprias prefeituras, por meio de ofícios encaminhados aos organizadores da ação.

Armando Valle, um dos líderes do Unidos Pela Vacina no Amazonas, ao lado de Fabiana Souza, Geyce Ferreira e Ana Paula Lemes, ressalta que as doações da Coca-Cola Brasil, por meio do movimento, são fundamentais. “Nós atendemos às demandas dos municípios, com itens que vão de luvas descartáveis a refrigeradores para a conservação de vacinas”, destaca o empresário.

Cidades contempladas

Estão confirmadas as entregas a 53 municípios amazonenses, das quatro regiões do estado:

Norte do Amazonas (5): Barcelos, Japurá, Maraã, Novo Airão e Santa Isabel do Rio Negro.

Sudoeste (15): Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Carauari, Eirunepé, Envira, Fonte Boa, Guajará, Ipixuna, Itamarati, Juruá, Jutaí, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Içá, Tabatinga e Tonantins.

Centro (25): Alvarães, Anamã, Anori, Autazes, Barreirinha, Boa Vista de Ramos, Caapiranga, Careiro, Coari, Codajás, Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Manacapuru, Manaquiri, Maués, Nhamundá, Nova Olinda do Norte, Parintins, Presidente Figueiredo, São Sebastião do Uatumã, Silves, Tefé, Urucará e Urucurituba.

Sul (8): Apuí, Boca do Acre, Borba, Humaitá, Lábrea, Novo Aripuanã, Pauini e Tapauá.

Combate à Covid-19

A parceria com o Unidos Pela Vacina e o GAV se soma a um conjunto de iniciativas que a Coca-Cola Brasil e o Sistema Coca-Cola vêm promovendo no combate à Covid-19 desde 2020. Apenas este ano, essas ações somaram R$ 10 milhões, incluindo atuação direta contra a fome, com doações de alimentos e entregas de cestas básicas por todo o país.

No Amazonas, em 2020, R$ 3 milhões foram destinados para a doação de 34 mil cestas básicas e 8,5 mil kits de higiene, auxiliando cerca de 330 mil pessoas em situação de vulnerabilidade em 26 municípios.

Em 2021, o Sistema Coca-Cola Brasil se manteve na linha de frente na luta contra a Covid-19 no estado em seu momento mais crítico. No início do ano, houve a doação de 15,5 mil cestas básicas e botijões de gás, além de álcool 70%, oxigênio e geladeiras para hospitais e unidades de saúde locais. A Recofarma, fábrica de concentrados da empresa, também realizou doação de EPIs e álcool em gel para o governo do estado.

A Coca-Cola Brasil fez parte do Juntos pelo Amazonas, que reuniu 15 grandes empresas e entidades do país para a doação de R$ 1,6 milhão referente a uma usina de produção de oxigênio, e do Movimento UniãoBR, que doou 11 usinas de oxigênio, 8 miniusinas, 80 mil EPIs (equipamentos de proteção individual) e 500 cilindros de oxigênio.

Entre maio e junho, o Instituto Coca-Cola Brasil distribuiu, em parceria com a ONG Gastromotiva e o Instituto PHI, 51 mil refeições para pessoas em situação de extrema vulnerabilidade em Manaus e no Careiro da Várzea. As refeições foram preparadas por profissionais formados nos cursos da ONG e nas cozinhas de suas próprias casas, com o suporte do projeto Cozinhas Solidárias, da Gastromotiva

Sobre a Coca-Cola Brasil

O Sistema Coca-Cola Brasil atua em nove segmentos — refrigerantes, sucos, lácteos, bebidas vegetais, água, águas especiais, água de coco, bebidas esportivas e chás — com uma linha de mais de 200 produtos, entre sabores regulares e versões sem açúcar ou de baixa caloria. Composto por nove grupos de fabricantes franqueados, o Instituto Coca-Cola Brasil, mais Verde Campo e a parceria com Leão Alimentos e Bebidas, o Sistema emprega diretamente 57,2 mil funcionários, gerando cerca de 500 mil empregos indiretos. A empresa aposta em inovação para ampliar seu portfólio e atingir o objetivo de ajudar a coletar e reciclar o equivalente a 100% de suas embalagens até 2030. A Coca-Cola Brasil trabalha para oferecer cada vez mais opções com menos açúcar adicionado e no incentivo a iniciativas que melhorem o desenvolvimento econômico e social das comunidades onde atua.

Sobre o Unidos Pela Vacina

Criado a partir da iniciativa de Luiza Helena Trajano, presidente do Grupo Mulheres do Brasil, o Movimento Unidos Pela Vacina é apartidário e nasceu com o objetivo de tornar viável a vacinação de todos os brasileiros contra Covid-19 até setembro de 2021. Com esse propósito, mais de 4.000 pessoas entre artistas, cientistas, empresários e representantes de comunidades, entidades setoriais e da sociedade civil uniram-se à executiva e suas 90 mil voluntárias, potencializando suas forças e vozes em benefício da imunização da população. Com uma agenda de ações, estamos atuando para mobilizar governos, empresários e sociedade civil para retirar entraves e fazer com que a vacinação chegue o mais rápido possível para todos os cantos do Brasil.

Sobre o Grupo de Apoio Voluntário

O GAV – Grupo de Apoio de Voluntário é uma Organização da Sociedade Civil (OSC) que há 20 anos reúne voluntários em datas específicas para levar amor e esperança às pessoas que precisam de acolhimento. Os focos de atendimento das campanhas de doação são instituições filantrópicas e famílias em estado de vulnerabilidade.
O projeto Heróis Fazem Escola, hoje é um dos mais importantes do GAV, se trata de uma imersão de três dias ofertada para jovens em condições de vulnerabilidade social na rede pública de ensino. Neste treinamento, é possível desenvolver inteligência emocional, autonomia, comunicação assertiva e não-violenta, cooperação, trabalho em equipe, responsabilidade, administração de conflitos, criatividade e empreendedorismo. Além disso, o GAV faz parte do SOS-AM, um movimento que ganhou notoriedade no enfrentamento à pandemia de Covid-19, sobretudo auxiliando na superação do colapso do sistema de saúde, no Amazonas.

Sobre o Grupo Mulheres do Brasil

O Grupo Mulheres do Brasil é um movimento suprapartidário, que reúne mais de 91 mil mulheres que sonham e trabalham voluntariamente por um Brasil melhor. É organizado em núcleos localizados em diversas cidades brasileiras e também no exterior. No Amazonas, as ações ocorrem no Núcleo Manaus. Entre as pautas prioritárias estão a valorização da Educação – um direito fundamental da cidadania; o combate à violência contra a mulher – é inadmissível que uma mulher seja vítima de feminicídio a cada duas horas em nosso país; igualdade racial – o racismo estrutural é um problema de toda a sociedade, o grupo é antirracista e atua em prol da redução da desigualdade racial e de gênero em todas as esferas; defende o Sistema Único de Saúde – SUS, a saúde é um direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e públicas. Como participar: todas as mulheres são bem-vindas, basta cadastrar-se pelo site www.grupomulheresdobrasil.com.br.

você pode gostar também