-Publi-A-

Dorrit Harazim vence prêmio Maria Moors Cabot da Universidade de Columbia

Dorrit nasceu na Croácia em 1943 e iniciou carreira jornalística na França, como pesquisadora da revista L’Express. Dois anos depois, radicou-se no Brasil após convite de Mino Carta para trabalhar na recém-lançada Veja. Além da Editora Abril, para a qual foi correspondente em Nova York nos anos 1970, a esposa de Elio Gaspari também trabalhou para o Jornal do Brasil e é fundadora e editora da Piauí, além de ser colunista do jornal O Globo. 

Reitor da universidade, Lee C. Bollinger comentou o momento do jornalismo no mundo para destacar os premiados. “Anunciando os vencedores deste ano em um momento em que os acontecimentos no México soaram novos alarmes quanto ao risco intrínseco para o jornalismo independente e investigativo, fazendo lembrar mais uma vez a vulnerabilidade dos repórteres”, afirmou o acadêmico, de acordo com a Folha de S. Paulo.

O argentino Martín Caparrós e os norte-americanos Nick Miroff, do Washington Post, e Mimi Whitefield, do Miami Herald, foram os outros vencedores.

você pode gostar também