-Publi-A-

Duas chapas concorrem à presidência da AAM nesta sexta-feira, 31

A Associação Amazonense de Municípios (AAM), realiza nesta sexta-feira (31), às 15h, a eleição para a presidência e o conselho diretor para o biênio 2017/2019. Dois candidatos concorrem ao cargo principal do movimento municipalista amazonense: o atual presidente João Campelo e o ex-presidente e atual prefeito de Manaquiri, Jair Souto.

A chapa encabeçada por Campelo – “Municipalistas, nossa união é a nossa força” – também tem como candidato a vice-presidente, o prefeito Andreson Cavalcante (Autazes); para o cargo de primeiro secretário o prefeito Júnior Leite (Maués); prefeito Lúcio Flávio do Rosário (Manicoré) como candidato ao cargo de segundo secretário; João Ocivaldo Batista, de Canutama, é o candidato ao cargo de primeiro tesoureiro e Wilton Pereira dos Santos, prefeito de Novo Airão, é o indicado para a função de segundo tesoureiro.

A chapa de Jair Souto, que não possui nome, tem como candidato a vice, o prefeito de São Sebastião do Uatumã, Fernando Falabella; Antônio Peixoto, prefeito de Itacoatiara, é o indicado para primeiro secretário; Enrico Falabella disputa a vaga de segundo secretário, José Bezerra (Tapauá), concorre ao cargo de primeiro tesoureiro e o prefeito de Itapiranga, Nadiel Serrão, é o candidato a segundo tesoureiro.

As inscrições para as chapas da nova presidência da Associação Amazonense de Municípios – biênio 2017/2019 – foram encerradas na tarde de quarta-feira (30), 48 horas antes do pleito como determina o estatuto da instituição. E a homologação das chapas concorrentes já está publicada no Diário Oficial dos Municípios (www.diariomunicipal.com.br/aam).

A eleição acontecerá amanhã (31 de março), às 15h, no auditório Senador João Bosco Ramos de Lima da Assembleia Legislativa do Amazonas, em Manaus.

Segundo o estatuto da AAM, a votação é secreta e podem votar os prefeitos dos 62 municípios que estão adimplentes nas suas contribuições com a entidade nos últimos 12 meses.

O artigo 17 do regimento da AAM também determina que estão habilitados como candidatos, todos os prefeitos e ex-prefeitos (cumpridos o requisito anterior para os atuais gestores) que não estiverem impedidos de seus direitos civis e políticos, que não tenham condenação transitada em julgado, por órgão colegiado, em processo de irregularidades na administração de recursos públicos ou que tenham sido alvo de cassação de mandato e de inelegibilidade de mandato.

Também estão vetadas as candidaturas de prefeitos e ex-prefeitos que tiveram suas contas relativas ao exercício de cargos ou função pública rejeitadas por irregularidades que configurem ato doloso de improbidade administrativa e por decisão do órgão competente.

 

Votação

A primeira chamada para votação acontecerá às 15h do dia 31 de março, com a necessidade da presença da maioria absoluta dos associados, ou seja, 32 prefeitos aptos a votar.

Caso o número não seja alcançado, às 15h30, será realizada a segunda e última convocação e os prefeitos presentes serão chamados, por ordem alfabética, para registrar seus votos e depositá-los na urna. Após a apuração, os eleitos automaticamente tomam posse.

A Associação Amazonense de Municípios foi fundada em 1978. Desde então é mantida com contribuições de seus associados e é a única representante do movimento municipalista no Estado.

Com participação ativa em mobilizações estaduais, nacionais e na promoção de ações e projetos para dotar os municípios de recursos financeiros, técnicos e administrativos, que promovam o seu desenvolvimento.

você pode gostar também