Em 45 anos de profissão, Tadeu de Souza fez história na comunicação

Fonte: Revista Simplesmente Parintins

Foto: Divulgação

Natural de Belém do Pará, Tadeu de Souza, apesar de desejar ser padre, na juventude, começou a carreira na área da comunicação, na Rádio Alvorada AM, no início de 1974. Foi criado entre Santarém e Parintins. A família materna era da Ilha Tupinambarana.

Pai de duas filhas. Uma do primeiro casamento, Alíria Abecassis de Souza, e Nilza Rita Farias de Souza, do atual casamento com a Bacharel em Ciências Políticas, Jossinéias Farias. Tem uma neta. Maria Luiza, a Malu.

É autor de quatro obras regionais. Todas
com edição esgotada. Foi secretário geral da Academia Parintinense de Letras.

No rádio comandou programas de grande sucesso como “Ciranda da Cidade”, “Nosso Editorial”, veiculado ao final do “Jornal da Amazônia”, na Rádio Alvorada de Parintins.

Participou da implantação da TV Alvorada e do relançamento do jornal “Novo Horizonte”, da Diocese de Parintins. Foi diretor de Jornalismo do Sistema Alvorada de Comunicação e Diretor Geral da Rádio Clube de Parintins.

Trabalhou nos jornais “A Crítica” e “Jornal do Comércio”, de Manaus. No início dos anos 2000, participou da implantação do jornalismo da TV Boas Novas de Parintins e liderou a audiência, com o jornal local da emissora.

Em 2007, ingressou no Grupo Raman Neves de
Comunicação e fez parte do projeto do jornal “Em Tempo Parintins”. Tadeu e
equipe transformaram o impresso em campeão de vendas. Tadeu era correspondente
da TV Em Tempo, Jornal “Amazonas Em Tempo e Portal Em Tempo”.

No programa “Agora Parintins”, da TV Em
Tempo, no ar desde 2013, hoje também com a participação do Grupo Bringel, o
jornalista se consagrou como porta-voz da população.

“Ele é a nossa voz, não tem ninguém na imprensa de Parintins com a sua coragem, não consigo imaginar a televisão sem o Tadeu”, reconhece a dona de casa, Lúcia Amaral dos Santos.

Corajoso. Destemido. Ousado. Humilde.
Inovou a televisão no interior do Amazonas e foi sucesso absoluto. Nenhum
concorrente se aproximava da TV Em Tempo, em audiência quando o “Agora
Parintins” estava no ar com Tadeu de Souza.

“Eu falo o que a população quer ouvir. Quando
eu digo que a lei, nesse País, protege vagabundo é, porque, é verdade”, declarou
em entrevista à Revista Simplesmente Parintins. Tadeu fazia questão de externar
gratidão por onde passou.

“Tudo o que sou, eu devo à Igreja Católica, à Diocese de Parintins, ao empresário Otávio Raman Neves, ao grupo Raman Neves de Comunicação. Agora ao meu conterrâneo Sebastião Bringel, ao diretor Sergio Bringel que chegaram ao grupo para somar. Sou eternamente grato a todos”, afirmou.

Apesar do programa não ser para o público
infantil, por onde o apresentador passava uma criança corria para abraçá-lo e
tirar uma foto. “Isso me emociona muito, me alegra muito, me estimula muito e,
sobretudo, me abençoa. Por isso criei uma sequência para criança e toda semana
eu dou um prêmio para a criançada”, ressaltou Tadeu, na reportagem sobre os 45
anos de profissão, publicada pela revista.

você pode gostar também