Em Barreirinha, dona de casa passa mal e é levada ao hospital após inalar tíner de oficina clandestina

Barreirinha (AM) – A dona de casa Raimunda Santos, de 52 anos, passou mal na tarde de sexta-feira (22) por inalar de maneira involuntária tiner despejado de maneira incorreta de uma oficina de pintura de veículos localizada no lado de sua casa, no bairro Nova Conquista.

A filha da vítima, Carmem Célia, relatou que já informou várias vezes a situação para a Secretaria de Meio Ambiente da cidade, responsável pela fiscalização da atividade comercial. “Não é a primeira vez que minha mãe passa mal por causa disso. Ela tem problema de pressão alta e como ele (o dono da oficina) pinta ao ar livre, o cheiro da tinta e do tiner entram com tudo pra nossa casa e fica insuportável ficar aqui”, desabafou.

Outra prejudicada com o forte cheiro de tíner expelido no ar é a dona de casa e mãe de dois filhos, Cleide Cruz. “Toda vez que ele começa a pintar o cheiro forte invade a minha casa. Os olhos e nariz da gente começa a arder. É muito agoniante”, relata.

Tíner é um solvente para tintas e vernizes. A inalação pode causar sonolência e vertigem (efeitos narcóticos), além de dano ao sistema nervoso central, rins e fígado através da exposição repetida ou prolongada.

você pode gostar também