Em Manacapuru, 9º Batalhão da Polícia Militar inicia uso de aplicativo para aproximação com comunidade

Maior aproximação com os moradores. É com esse objetivo que o 9º Batalhão da Polícia Militar, situado no município de Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus), desenvolve ações e projetos voltados a segurança pública. Um destaque é a Rede de Vizinhos Protegidos, implantado há seis meses, com o principal intuito de inibir uma possível ação de suspeitos infratores.

Por meio de um grupo no aplicativo de mensagens instantânea Whatsapp, os policiais vêm recebendo informações de moradores de diversas comunidades que estão ajudando a prevenir ocorrências, segundo o comandante do 9º BPM, major Alisson Botelho.

“O intuito principal da Rede de Vizinhos Protegidos é criar um vínculo com a Polícia e um vínculo entre a própria comunidade, de modo que eles próprios sejam gestores de sua comunidade, sejam guardiões de sua comunidade. Não de maneira a se expor negativamente, mas de trabalhar conosco, trazendo uma rede de informações, principalmente acerca da violência, de pessoas desconhecidas e pessoas em atitude suspeita dentro da comunidade”, disse.

Primeira comunidade a receber a Rede de Vizinhos Protegidos, o bairro Vale Verde, representado pelo presidente do bairro, Antero Almar, destaca que o trabalho realizado pelo 9º BPM ajudou a reduzir roubos e furtos na região.

“Tinha muita ocorrência e, de janeiro para cá, quando conhecemos o comandante, nós tivemos esse apoio dele. Diminuiu muito a bandidagem. Isso foi muito importante para nós, porque melhorou. Nós temos o apoio das viaturas, nosso comandante depois que ele entrou em Manacapuru foi muito bom para nós. Essa é a maior força que temos no nosso bairro. Apoiar a Polícia e a Polícia nos apoiar”.

Programa Ronda Escolar – Reativado há cerca de três meses, o “Ronda Escolar” tem o objetivo de levar segurança para alunos e gestores das escolas, prevenindo possíveis delitos e combatendo o uso de entorpecentes em áreas próximas e no entorno das escolas.

Conforme o subcomandante do 9º Batalhão da PM, capitão Livio Dutra, durante o patrulhamento, os policiais visitam também o interior do colégio para que haja contato com gestores e alunos.

“Foram selecionados policiais que tinham perfil para atuar nessa modalidade de policiamento, que é o contato nas escolas, com os gestores e os alunos, proporcionando a sensação de segurança na entrada, na saída, na resolução de alguns conflitos que porventura apareçam nos estabelecimentos de ensino”.

você pode gostar também