Em resposta a afronta de facção criminosa, 11°BPM lança projeto social em Parintins

Foto: Gilson Almeida.

Gilson Almeida | 24 Horas
[email protected]

Parintins (AM) – Em resposta a uma afronta de uma facção criminosa na cidade de Parintins que pichou o muro da Escola Municipal Luz do Saber, o 11°BPM lançou na manhã desta segunda-feira (8) o projeto social “Polícia Militar Pintando Esperança” para constranger e prevenir futuras ações de vandalismo nos educandários da cidade através da arte, educação e cidadania.

O projeto inicialmente será realizado com artistas do município que farão uma pintura no muro da escola que foi alvo de vandalismo e em seguida será dado continuidade com os próprios alunos.

De acordo com o comandante do 11°BPM, o tenente-coronel Corrêa Júnior, a ideia é expandir o projeto para as demais escolas do município quando as atividades retornarem. “Então vai ser um trabalho artístico que vamos fazer com todos os órgãos envolvidos e deixo aberto para quem quiser dar a sua colaboração, nós vamos fazer uma nota dizendo como pode colaborar e as ideias serão bem-vindas nesse projeto piloto”, disse Corrêa Júnior.

Corrêa Júnior se reuniu na manhã de hoje no auditório do Centro do Idoso Pastor Lessa com a Polícia Civil, Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc-AM), Defensoria Pública, artistas, Polícia Civil, membros da Associação de Arte/Educadores de Parintins (AAEP), com representante da Câmara Municipal de Vereadores e acadêmicos do curso de Artes Visuais da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) para discutirem sobre o projeto.

Ainda segundo o comandante, a Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) se disponibilizou a ajudar solicitando de forma formal o projeto e a inclusão dos alunos.

Foto: Gilson Almeida.
Foto: Gilson Almeida.

A polícia investiga a ação criminosa para punir os autores.

você pode gostar também