Emoção e toadas antológicas marcam hasteamento do pavilhão Caprichoso

Parintins (AM) – A bandeira do boi Caprichoso tremula no céu azulado de Parintins, anunciando que o bumbá está preparado para a temporada 2022. O momento que aconteceu na manhã deste sábado (19/03) foi marcado pela emoção ao som de toadas inesquecíveis do boi da estrela na testa. Itens oficiais, marujada de guerra, diretoria e torcedores tradicionais azulados se reencontraram. Os abraços voltaram a acontecer, o dois pra lá, dois pra cá presencial voltou a ser realidade e a toada de boi-bumbá por mais animada que fosse, fez as lágrimas molharem os rostos de apaixonados torcedores.

A conselheira de arte do boi Caprichoso, Socorrinha Carvalho, foi uma das pessoas que se entregou à emoção. Ela disse que lembrou do período longe do seu boi e que sua sensibilidade estava ainda mais aflorada com a retomada dos ensaios, dos encontros e dos preparativos para o 55º Festival. “Nesse retorno estou me emocionando com tudo, pois passamos um momento muito difícil com esses anos sem festival. Me emocionei porque estamos voltando, recomeçando, me emocionei ao ver as meninas chegando, em ver as pessoas sem máscara no curral, parece até que estou vivendo um sonho”, afirmou. No momento em que concedia a entrevista, novamente as lágrimas começaram a molhar o rosto. “Durante o hasteamento inteiro da bandeira eu estava rezando”, disse ela.

Enquanto os torcedores brincavam de boi-bumbá, os artistas Osvaldo Fonseca (Toné), Cristiano Pereira (Sete), Silvio Nogueira (Moreno) e Eduardo Lima (Boca) usavam da força nos braços para puxar o cabo de aço que segura o pavilhão azul e colocá-lo no alto do mastro. Como se estivessem cuidando dos movimentos alegóricos todos estavam orgulhosos da missão que anuncia que o Boi Negro de Parintins está preparado para o título do 55º Festival Folclórico. “Erguer o pavilhão do Caprichoso é erguer a história de uma vida. É o orgulho de ser azul e branco”, destacou Boca.

O presidente do Boi Caprichoso, Jender Lobato, ao falar aos presentes e ao lado do touro negro afirmou que o compromisso será de honrar os contratos, pagar em dia e valorizar o trabalhador. Ele também se emocionou ao falar que finalmente realizará o sonho de conduzir, como presidente do boi, o espetáculo azul e branco na arena do bumbódromo. “Eu levo o Caprichoso aqui no meu peito e desde criança eu brinco nesse curral desde a época de chão batido. Deus quis que eu me tornasse presidente do boi para deixar você (Caprichoso) no patamar mais alto, porque você merece e nós vamos ser campões e hoje iniciamos a caminhada rumo a vitória se Deus quiser”, decretou o dirigente em meio a emoção.

Texto: Carlos Alexandre
Fotos: Arleison Cruz

você pode gostar também
..